Fórmula 1 irá rever regra de pontos após farsa do GP da Bélgica

·1 minuto de leitura
Max Verstappen, da Red Bull, atrás do safety car durante GP da Bélgica de F1

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - A Fórmula 1 irá rever as regras que estabelecem quanto tempo uma corrida precisa durar para que pontos sejam distribuídos aos pilotos, depois que o tempo ruim transformou o Grande Prêmio da Bélgica de domingo em uma farsa de três voltas, sem permissão de ultrapassagem.

O chefe da McLaren Racing, Zak Brown, disse à Reuters nesta segunda-feira que conversou com o executivo-chefe da F1, Stefano Domenicali, depois da prova debaixo de chuva em Spa-Francorchamps e que haverá mais conversas nesta semana com a F1, as equipes e a Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

"Conversei com Stefano na noite passada. Ele está muito aborrecido com o que aconteceu, ele sabe que o resultado não foi certo e reunirá todos na próxima semana e tratará do assunto", disse o norte-americano.

"O que sempre digo às pessoas da equipe é que erros acontecem, consertem-os e não cometam o mesmo erro duas vezes. É isso que precisamos fazer agora. Precisamos decidir qual é a margem mínima de uma corrida. Será 25%? E precisa haver alguma corrida", acrescentou.

Os regulamentos da F1 dizem que metade dos pontos pode ser concedida "se o líder tiver completado mais de duas voltas, mas menos de 75% da distância original da corrida".

A prova de domingo foi a mais curta da história. Max Verstappen, da Red Bull, ficou com a vitória depois de três voltas atrás do safety car, com os outros pilotos guiando com dificuldade na esteira.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos