Fãs se despedem, e Rincón é enterrado na Colômbia

·1 min de leitura
***ARQUIVO*** 04.05.2004 - Rincón durante embarque em Cumbica da equipe do Corinthians.  (Foto: Joao Wainer/Folha Imagem)
***ARQUIVO*** 04.05.2004 - Rincón durante embarque em Cumbica da equipe do Corinthians. (Foto: Joao Wainer/Folha Imagem)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Freddy Rincón, morto aos 55 anos em decorrência dos ferimentos que sofreu em um acidente de carro, foi enterrado neste sábado (16) em Cali, na Colômbia.

Familiares, ícones do futebol colombiano e centenas de fãs compareceram à tarde ao velório realizado no estádio Pascual Guerrero, sede do América de Cali, um dos primeiros clubes da carreira de Rincón. Antes, na sexta-feira (15), o ex-jogador foi velado em Buenaventura, sua cidade natal.

René Higuita, Óscar Córdoba, Asprilla e Niche Guerrero estiveram na cerimônia. Os técnicos Francisco Maturana e Jorge Luis Pinto homenagearam o ex-jogador em discursos emocionados.

Campeão em diversos clubes, destaque da grande geração de jogadores de futebol da Colômbia e lembrado por sua passagem no Corinthians, clube em que venceu o Mundial de Clubes de 2000, Rincón foi internado com traumatismo cranioencefálico e passou por cirurgia depois de o veículo em que estava ser atingido por um ônibus na madrugada de segunda-feira (11) em Cali.

De acordo com as autoridades locais, o carro desrespeitou um sinal vermelho em alta velocidade e foi atingido lateralmente. Duas mulheres que estavam no carro tiveram ferimentos leves. Na noite de quarta (13), já madrugada de quinta (14) no Brasil, a morte de Rincón foi anunciada.

O acidente segue sob investigação da polícia, que suspeita que havia uma quarta pessoa no carro, ainda não identificada -o traumatismo craniano sofrido por Rincón leva as autoridades a supor que o ex-jogador estava no banco de passageiro da frente do veículo, próximo ao local de impacto com o ônibus.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos