Fábio Santos comenta características do Corinthians de Sylvinho e explica táticas: 'Gosto como ele trabalha'

·3 minuto de leitura


Na última sexta-feira (20), o lateral esquerdo do Corinthians, Fábio Santos, deu entrevista coletiva. Entre os assuntos comentados pelo veterano, o trabalho do treinador Sylvinho foi um dos que mais renderam perguntas. Ao falar sobre as características da equipe sob o comando do técnico, o lateral comentou sobre seu posicionamento e o entrosamento do time.


TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA

> Relembre a estreia de grandes jogadores do Corinthians na última década

Questionado sobre seu posicionamento, ora mais defensivo e ora mais focado no ataque, dando apoio às jogadas pelo lado esquerdo, Fabio Santos explicou as recomendações de Sylvinho.

- São estratégias, cada treinador tem a sua maneira de trabalhar, na maioria dos anos, principalmente aqui no Corinthians, venho jogando da forma com venho jogando agora, posicionado, linha de quatro dando segurança para os jogadores da frente, temos jogadores rápidos na beirada e é importante deixar o ponta no mano a mano com o lateral adversário, são estratégias. Tem treinadores que soltam mais, outro que seguram, o que não impede que eu suba - explicou Fábio Santos.

O atleta especificou que as orientações do treinador para o jogo contra o Ceará foram mais focadas em dar apoio ao ataque.

- Contra o Ceará o jogo pedia e o Sylvinho liberou, claro que não obriga todos a ficarem para trás, temos que ser inteligentes, tem jogos que você vai passar mais, alguns o lateral-direito, outros o esquerdo, não tem mecânica exata, porque às vezes o jogo te pede algo diferente estrategicamente, uma sustentação como gosta da linha trabalho do Sylvinho, e eu particularmente gosto como ele trabalha - comentou o lateral.

Fábio Santos falou, ainda, sobre a evolução do trabalho de Sylvinho no Corinthians. O lateral comentou sobre o entrosamento da equipe.

- Quanto tempo para equipe chegar no entrosamento máximo? Difícil falar em tempo, não dá para saber, a gente busca muito a função, maneira e mecânica como time joga, independentemente quais jogadores estarão nessas funções, com a chegada do Giuliano e do Renato eleva pela qualidade, a gente não encontra jogadores nesse nível não só no Corinthians mas no futebol brasileiro - afirmou Fabio Santos.

O camisa 26 do Corinthians falou sobre o histórico time de 2011 e 2012, que se sagrou campeão brasileiro, da Libertadores e campeão mundial, fazendo um comparativo com a situação atual do clube.

- O time de 2011 e 2012 foi se formando aos poucos, com conquistas tudo se torna mais fácil, era forte fisicamente, mentalmente, jogadores nos auges de suas carreiras, hoje vemos mais atrás com Sylvinho tentando fazer algo parecido para quem sabe neste ano a gente venha conquistar coisas grandes no campeonato, Libertadores, quem sabe nos próximos anos brigar por títulos.

O Corinthians entra em campo neste domingo (22), às 16h, para enfrentar o Athletico Paranaense, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com um duelo difícil pela frente, o time paulista busca engatar uma boa sequência e ganhar pontos importantes na tabela.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos