Fábio Porchat alerta sobre Bolsonaro: “Se você não está com ódio, você está mal-informado!”

Patrick Monteiro
·2 minuto de leitura
Fábio Porchat é Jesus em 'Teocracia em Vertigem' (Divulgação)
Fábio Porchat é Jesus em 'Teocracia em Vertigem' (Divulgação)

Fábio Porchat parece que chegou ao seu limite do aceitável quando o assunto é o Governo Federal, especificamente o chefe do legislativo, Jair Bolsonaro.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

O apresentador e humorista publicou um vídeo em suas redes sociais e se soma a vários brasileiros que já pedem o impeachment do presidente. “Pessoal chama Bolsonaro de genocida, e um deles falam assim: ‘Não exagera, genocida, como assim?’ É porque eu acho que a gente está tão acostumado a ouvir ele falar merda, que ele só fala merda, que a gente vai meio que descredibilizando um pouco na nossa cabeça e tirando o peso que é as maluquices, a violência e a agressividade que vem dele”, iniciou.

Leia também:

Ele continuou comparado a crise do coronavírus com outras crises virais que já aconteceram. “Pensa no que ele fez, no que ele faz, nesta pandemia. Pensa se em 1995, o Fernando Henrique Cardoso, no auge da AIDS, falasse assim: ‘Esse negócio de vírus, AIDS? Isso é bobagem. Camisinha eu mesmo não uso. Isso não dá nada. É até bom que o pessoal pegue, que daí ninguém passa para ninguém. O bom é transar e antes de transar você põe um omeprazol’. As pessoas iam dizer que ele tinha enlouquecido, precisava ser internado, interditado, não pode falar uma coisa dessa, como assim”, comparou.

Porchat também lembrou da epidemia de Dengue, que é um vírus. “Imagina se o Lula, em 2007, com a dengue, falasse assim: ‘Esse mosquito não dá nada, quem reclama de mosquito é porque gosta de picada (risos irônicos). Eu mesmo tenho pneu em casa, eu mesmo já deixei ele com água. Isso não dá nada, pessoal reclama disso é pessoal que não aguenta. Brasileiro bebe água do esgoto e não vai aguentar um mosquito?’ As pessoas vão falar que o Lula bebeu, que ele é louco e não pode comandar o país”, avaliou.

“Bolsonaro fala umas coisas dessas e o pessoal acha que... Agora sai, vai para 2050. Agora pensa assim, teve pandemia no mundo. O presidente não usa máscara, fala que máscara é ruim, não fala de distanciamento social, aglomera, pega covid, fala que não é nada, fala que é pra tomar um remédio que ninguém toma no mundo inteiro. Quando chega a vacina, ele fala mal da vacina!

Ele finalizou o vídeo sem entender a falta de percepção do público para com as atitudes de Bolsonaro. “Se isso não é atrapalhar muito o caminho que a gente tá percorrendo enquanto sociedade, enquanto nação, eu não sei mais o que é preciso fazer para você achar que ele é um cara muito maléfico para o país”, concluiu.