Fábio cobra e diz que equipe tem de resolver a má fase dentro de campo

Valinor Conteúdo
LANCE!
Fábio usa sua experiência e fé para encorajar o time para sair deste mau momento - (Bruno Haddad/Cruzeiro)
Fábio usa sua experiência e fé para encorajar o time para sair deste mau momento - (Bruno Haddad/Cruzeiro)


O drama do Cruzeiro continua no Campeonato Brasileiro. Com 21 pontos, após o empate por 0 a 0 com Fluminense, tendo conquistado apenas quatro vitórias em toda a competição, a sonhada reação do time por parte da torcida fica cada vez mais complicada, pois faltam 14 jogos e a Raposa não consegue nem usar a força do Mineirão e da sua torcida, que continua apoiando. Os dois jogos para marcar seis pontos, o time azul conseguiu apenas dois, contra Internacional e o Tricolor carioca na noite desta quarta-feira, 9 de outubro.

Tabela
> Veja classificação e simulador do Brasileiro clicando aqui



A pressão em cima da equipe já parece afetar emocionalmente alguns jogadores, caso do zagueiro Fabrício Bruno, que deixou o campo chorando, claramente abalado por não ver a equipe conseguir os três pontos no duelo com o Flu.


Chamando a responsabilidade do grupo, o goleiro Fábio, jogador com mais jogos na história da Raposa, com 856 partidas, entende que jogador que trabalha no Cruzeiro tem de absorver a pressão dos maus momentos e resolver dentro de campo as dificuldades que o time celeste vem sofrendo nesta edição do Brasileirão.

- É um peso de estar nessa situação delicada. Tem de lidar com a pressão, pois jogamos em uma grande equipe e as coisas se resolvem dentro de campo. Lutamos, lutamos, lutamos e não conseguimos. Infelizmente tivemos um gol anulado e não saímos com a vitória. Porém temos que lutar até o final para tirar o Cruzeiro dessa situação- disse o arqueiro.

O time mineiro terá mais uma chance de reencontrar com a vitória, no domingo, 13 de outubro, às 19h, em Chapecó, diante da Chapecoense, lanterna do campeonato, com 15 pontos.





Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também