Fábio Carille volta de Covid, mas protocolo da FPF o impede de ficar no banco em jogo do Santos no sábado

·2 min de leitura
Fabio Carille foi demitido pelo Santos no final de fevereiro (Foto: Ivan Storti/Santos FC)


O técnico Fábio Carille foi liberado após teste negativo de Covid-19 e comandou o Santos no treino desta sexta-feira. No treinamento, o comandante seguiu os protocolos utilizando máscara e com distanciamento social.

No entanto, o regulamento da Federação Paulista só permite a volta de profissionais depois de oito dias de isolamento e Carille não poderá ficar no banco de reservas. O auxiliar Leandro Silva comandará o time diante o Botafogo-SP neste sábado, às 11h, na Vila Belmiro pela segunda rodada do Campeonato Paulista.

Apelidado de Cuquinha, ele já comandou o Santos na estreia do estadual no empate sem gols com a Internacional de Limeira fora de casa na última quarta-feira. A expectativa é que Carille possa fazer sua estreia na temporada diante o Corinthians, seu ex-clube, na terceira rodada do Paulista. O clássico está marcado para a próxima quarta-feira, às 21h35, na Neo Química Arena.

Natural de Blumenau, em Santa Catarina, Leandro começou a carreira como jogador no Coritiba, onde permaneceu por 11 anos, entre base e profissional. Ainda garoto, atuava no time de um projeto social chamado Cuquinhas do Honório, o que gerou o apelido de Cuca ou Cuquinha. Volante de origem, rodou por diversos clubes do país e chegou a atuar como zagueiro na reta final da carreira antes de se aposentar em 2009, iniciando a trajetória como auxiliar na sequência.

Os caminhos de Leandro e Carille se cruzaram pela primeira vez em 1996, quando o atual treinador e, na época experiente zagueiro, foi contratado pelo Coxa e encontrou o jovem Cuquinha recém-promovido da base na equipe principal. Juntos, eles atuaram por Coritiba, Iraty, XV de Piracicaba e Juventus, e criaram uma amizade que já dura mais de 25 anos.

Seguiram por caminhos diferentes, mas Carille fez uma promessa ao amigo: o levaria como auxiliar quando assumisse como treinador de alguma equipe. E aconteceu em dezembro de 2016, quando o técnico passou a comandar o Corinthians. Desde então, a dupla também passou por Al-Wehda e Al-Ittihad, da Arábia Saudita, antes de chegar ao Santos em setembro de 2021.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos