Expulsos no Gre-Nal vão a julgamento na segunda, e punição pode ser severa

Fábio Utz Iasnogrodski
90min

​O primeiro Gre-Nal da história da ​Libertadores da América, realizado em 12 de março na Arena, terminou sem gols e com pancadaria dentro das quatro linhas. Pois os acontecimentos do clássico irão a julgamento na próxima segunda-feira, em Luque, no Paraguai.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio
Luciano,Edenilson
Luciano,Edenilson


Os oito jogadores expulsos (Pepê, Caio Henrique, Paulo Miranda e Luciano pelo Grêmio, e Víctor Cuesta, Moisés, Edenílson e Praxedes pelo ​Inter) correm risco de uma severa suspensão, que ao que tudo indica pode chegar a seis partidas. Os clubes, porém, estão livres de qualquer pena, o que não diminui a importância do caso, já que a dupla tende a perder atletas importantes para o restante da fase de grupos da competição e, também, para o primeiro mata-mata (se ambos chegarem lá, obviamente).

Pepe,Moises
Pepe,Moises


No final da semana passada, os departamentos jurídicos do Tricolor e do Colorado apresentaram suas defesas. Agora, a decisão está na mão do Tribunal Disciplinar da Conmebol, formado por cinco representantes de cinco países diferentes. Os advogados dos clubes participarão da sessão por meio de videoconferência.

Leia também