Expulso contra o Coritiba, Vítor Pereira pode não dirigir mais o Corinthians

Vítor Pereira reclamou de pênalti marcado a favor do Coxa e foi expulso (Foto: Rodrigo Coca/Ag.Corinthians)


Vivendo a indefinição sobre a sua permanência no Corinthians, o técnico Vítor Pereira foi expulso ainda no primeiro tempo do empate do Timão com o Coritiba, por 2 a 2, no estádio Couto Pereira, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro.

+ Confira detalhes da terceira camisa e a nova linha do Corinthians em alusão ao Mundial do Japão

Com o cartão vermelho recebido na capital paranaense, o treinador não poderá dirigir o time na beirada do campo neste domingo (13), contra o Atlético-MG, na Neo Química Arena, último jogo da equipe alvinegra na temporada.

Assim, caso o técnico português decida por não permanecer no Corinthians, a expulsão contra o Coxa foi o ‘último ato’ de VP pelo Timão.

+ Confira a tabela do Brasileirão e simule a reta final

Por ter recebido o cartão vermelho, Vítor Pereira não concedeu entrevista coletiva, deixando a função para o seu auxiliar Filipe Almeida, que não deu pistas sobre o futuro da comissão técnica para a próxima temporada.

- Aquilo que estamos focando neste momento é com clareza terminar o melhor possível independentemente dele ficar ou não ser transmitido. O que eu tenho passado para a equipe é demonstrar seriedade e no final saberemos - disse Filipe.

O contrato de Vítor com o Timão vai até dezembro deste ano. Nos próximos dias é prevista a chegada da família do treinador ao Brasil, já que são justamente questões familiares que têm impedido uma resposta mais ágil do profissional. Pereira quer permanecer, a direção corintiana também, mas os assuntos particulares são o que têm travado a resposta.

A epxulsão de Vítor Pereira contra o Coritiba foi causada pela reclamação do treinador à arbitragem após o pênalti marcado a favor da equipe paranaense, que ocasionou o segundo gol do Coxa. Além do técnico, o zagueiro Bruno Méndez, que atuou improvisado como lateral, também recebeu o cartão vermelho.