Experiente e em nova posição, Lucho vira artilheiro do Atlético-PR na Libertadores

Guilherme Moreira
Meio-campista tem três gols na competição internacional

O triunfo por 1 a 0 diante do San Lorenzo nesta quarta-feira, no Nuevo Gasómetro, aliviou o Atlético-PR na Copa Libertadores após o tropeço em casa na estreia. O gol da vitória veio do experiente Lucho González, no início do duelo.

Logo aos 4, Sidcley fez boa jogada pela esquerda e cruzou na cabeça do meio-campista, que mandou no canto esquerdo do goleiro. A bola ainda bateu na trave antes de entrar. O jogador comemorou provocando a torcida do Ciclón.

Esse foi o terceiro gol do camisa 3 na competição internacional. Lucho marcou o tento da classificação diante do Deportivo Capiatá-PAR, fora de casa, na terceira fase. Diante da Universidad Católica-CHI, na fase de grupos, ele fez de novo.



- A gente jogou com o espírito da competição. Entramos bem, marcamos e controlamos bem. Depois sofremos, mas soubemos suportar. Recuperamos os pontos e isso que importa. Feliz pela vitória, sobretudo, mas também por mais um gol. Fizemos um grande jogo - declarou o atleta.

Nesta noite, entretanto, o jogador atuou da mesma forma que jogava em 2016. Sem Carlos Alberto, machucado, Paulo Autuori escalou Matheus Rossetto e adiantou o argentino para a linha de três no meio-campo no esquema 4-2-3-1. Nesta temporada, ele tem feito o papel de segundo volante.

A posição em campo, por outro lado, independe de suas chegadas ao ataque. Diante do San Lorenzo, Lucho fez o seu e ainda perdeu duas chances claras - uma em cada tempo. Dos três gols no ano, dois foram aparecendo de trás e concluindo dentro da área, como elemento surpresa.

- São variantes que temos. Ele jogou mais adiantado ano passado e hoje achamos que seria o ideal. Vamos aproveitar quando acharmos necessário e dentro da estratégia de jogo - avaliou o comandante rubro-negro.

Com a vitória, o Atlético-PR foi para quatro pontos no grupo 4 e assumiu a liderança - o San Lorenzo é o lanterna, zerado na pontuação. A equipe rubro-negra só volta a campo na Libertadores no dia 12 de abril, diante do Flamengo, no Rio de Janeiro.







E MAIS: