Exército deve gastar R$ 3 milhões para organizar evento com Bolsonaro na pandemia

Yahoo Notícias
Foto: AP Photo/Eraldo Peres
Foto: AP Photo/Eraldo Peres

Em meio à pandemia do novo coronavírus, o Exército vai gastar cerca de 3 milhões de reais com montagem de palanques para eventos em frente ao Quartel General em Brasília. As informações são da Revista Veja.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

De acordo com a publicação, estão previstos locações de pelo menos três camarotes, cada um com capacidade para 100 pessoas. Ainda há a expectativa de filmagem feita por drones com câmeras full HD, o Exército vai gastar 229 mil reais.

Leia também

Um dos itens mais caros da licitação pode ser considerado um luxo. São 84 painéis de led de alta definição, de 56 metros quadrados, resultando num total de R$ 1,2 milhão.

O Exército também vai alugar mobiliário decorativo, incluindo cadeiras coloniais modelo Luiz XV, tapetes persas, mesas para café e sala para banheiros químicos para os eventos.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Segundo o Exército, um dos eventos previstos é o Dia do Soldado, 25 de agosto, que deverá contar com a presença do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Coronavírus no Brasil

O Ministério da Saúde atualizou para 7.921 o número de mortes em decorrência do novo coronavírus no Brasil. Ao todo, também foram confirmados 114.715 casos da Covid-19 no país. A taxa de letalidade do vírus é de 6,9%.

Foram registradas 600 novas mortes nas últimas 24 horas, um novo recorde dentro do país. Além disso confirmados mais 6.935 casos novos. No balanço divulgado na segunda (4), o Brasil contabilizava 7.321 mortes e 107.780 casos confirmados de pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

O ministério - agora comandado por Nelson Teich -, porém, tem informado que o número real de casos tende a ser maior, já que são testados apenas os casos graves, de pacientes internados em hospitais, e há casos represados à espera de confirmação.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também