Exclusivo! Caixa iguala patrocínio de mineiros, mas Atlético-MG ainda pode superar Cruzeiro

"O que impede que o clássico mineiro, hoje, seja disputado com público dividido? E a resposta hoje é clara: não é o Cruzeiro"

Em texto publicado no Diário Oficial da União (DOU), a Caixa Econômica Federal confirmou acordos com Atlético-MG e Cruzeiro. O documento aponta diferenças nos valores recebidos pelos clubes de Belo Horizonte. A distinção, contudo, se dá por conta de possíveis bonificações.

Segundo o documento, o Atlético-MG receberá R$ 16 milhões, enquanto o Cruzeiro terá direito a R$ 12,5 milhões. O valor fixo de ambos, no entanto, será o mesmo, conforme apurado pela Goal Brasil: R$ 11,5 milhões. .

A divulgação da companhia federal é referente ao potencial montante recebido pelos mineiros, conforme apurado pela reportagem. Caso o Galo vença a Copa Libertadores da América, terá direito a R$ 1,5 milhão, conforme vínculo. Uma possível vitória do Mundial de Clubes daria mais R$ 2 milhões aos cofres do time presidido por Daniel Nepomuceno.

Portanto, para que o Atlético receba os R$ 16 milhões informados pelo Diário Oficial da União, é necessário vencer Brasileirão, Copa do Brasil, Libertadores e Mundial de Clubes. No caso do Cruzeiro, é preciso que a equipe fature os títulos nacionais e a Copa Sul-Americana.