Exclusão de sócio do Santos que chamou 'pardos brasileiros' de mau-carácteres é anulada

·2 minuto de leitura

O empresário Adílson Durante Filho, que viralizou em 2019 após ter um áudio com conteúdo racista vazado, teve sua exclusão do quadro de sócios do Santos anulada. Segundo o portal UOL, após a decisão do juiz José Wilson Gonçalves, o clube tem 15 dias para reintegrar Adílson e devolver sua cadeira cativa na Vila Belmiro. 

- Tenho convicção que se restabeleceu a justiça, pois sofri uma verdadeira perseguição política, em uma situação completamente descontextualizada. Tenho uma boa formação familiar e sempre procurei fazer o bem, com respeito e sem discriminar ninguém. Quem me conhece sabe disso - disse o empresário.

Leia também:

- Foi um comentário infeliz, grotesco, que não deve ser feito jamais. Errei, mas quem nunca errou na vida? Sofri um verdadeiro linchamento moral, minha vida profissional foi devastada, as pessoas não imaginam o quanto eu e minha família sofremos. Mas é fácil apontar o dedo. Nesse mundo da lacração, quanto mais a pessoa é humilhada, parece que as pessoas ficam mais felizes - completou Adílson Durante Filho. 

Em 2019, Adílson era conselheiro do clube e também ocupava o cardo de secretário-adjunto de Turismo na Prefeitura de Santos. Após o vazamento do áudio com conteúdo racista, o empresário foi condenado a pagar R$ 10 mil em um processo da Defensoria Pública de São Paulo, foi expulso do quadro de sócios do Santos e perdeu sua posição da prefeitura. 

O juiz José Wilson Gonçalves anulou a expulsão do empresário por crer que o Santos "cerceou a defesa de Adilson no processo" que levou à sua exclusão do quadro de sócios. 

Veja abaixo a transcrição do áudio original de Adílson Durante Filho.

- Sempre que tiver um pardo, o pardo o que que é, não é aquele negão, também não é o branquinho. É o moreninho, da cor dele. Desses caras, tem que desconfiar de todos. Todos que tu conhecer. Essa cor é uma mistura de uma raça que não tem caráter. É verdade, isso é estudo. Todo pardo, todo mulato, tu tem que tomar cuidado. Não mulato tipo o Pedro, o Pedro é tipo índio, tipo chileno, essas porras. Estou dizendo mulato brasileiro, entendeu, dos pardos brasileiros. São todos mau-caráter. Não tem um que não seja.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos