Exclamações do Editor: 'Só acaba quando termina!'

Walter de Mattos Junior
LANCE!


No estádio Monumental de Lima, a torcida do River havia começado a festejar uns minutos antes. Aí, veio o gol de empate levantando a galera do Mengo, que gritou “Vamos virar Mengôôô!” O River tomou o knock- down e não resistiu ao golpe final. Knock-out. Muitas vezes, os Deuses não perdoam quem celebra antes do apito final!


O fator Gallardo
A marcação com três atacantes em cima dos defensores do Flamengo não deixava a bola chegar para os criativos do time brasileiro. Não se exigiu sequer uma defesa de Armani no primeiro tempo inteiro, inédito nesta Libertadores. Mesmo depois de ameaçar o gol argentino aos 11 minutos no segundo tempo, o jogo estava sob controle do River, que não criava muito, tocava o terror com suas jogadas de profundidade quando recuperava a bola!

Apelo da magnética vai funcionar?
Depois de pouco aparecer durante o jogo, o camisa 9 decidiu o jogo e garantiu seu nome na história do Mais Querido para sempre. A torcida pensou na frente e já fez seu pedido sem perder tempo. Fica Gabigol foi cantado muitas vezes após o apito final!

O outro lado...
Não deu para entender a fúria do artilheiro, herói da final, completamente transtornado após já ter tomado o cartão amarelo pela comemoração sem camisa. O Mister foi à loucura e não se conformou com a atitude do seu camisa 9, que já vinha de expulsão no jogo anterior, contra o Grêmio. Calma, Gabigol!







Flamengo - Campeão (Diego)
Flamengo - Campeão (Diego)
Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Diego saiu do banco e trouxe a energia que contagiou o time e a torcida na reta final da partida (Foto: CRIS BOURONCLE / AFP)


Improvável 1
Uma séria lesão tirou Diego de campo na partida contra o Emelec, no jogo de ida. Ele já não era titular e a fratura na perna direita exigiu cirurgia, que alguns decretaram como seu fim de carreira. O time embalou e passou a encantar a torcida de bater recordes sem o antigo capitão. Eu e muitos rubro-negros atribuímos à sua ausência a melhoria de rendimento de Éverton Ribeiro assim como a velocidade que o time passou a exibir. Mas a estrela do camisa 10 brilhou com a saída de Gerson,até então o que mais lutava para incomodar o River, junto com Bruno Henrique.

Diego entra aos 21 do segundo tempo com muita energia, que contagiou o time e a torcida. Quem diria que terminaria o ano ovacionado!

Improvável 2
O ano havia começado com o incêndio no Ninho e muitas vidas perdidas. Abel foi contratado após a nova recusa de Renato Gaúcho, mas o time não rendia. O acerto das contratações de Felipe Luís, Rafinha, Gerson e Marí, mais a chegada do Mister, produziram uma alquimia entre o time e a torcida como não acontecia há décadas. Os estádios ficaram pequenos para a qualidade do jogo e dos que queriam assistir a este fenômeno de gols e de pontos. O Fla se tornou o melhor acontecimento do Rio neste 2019!

Bruno Henrique
Marca muitos gols, corre como um velocista, cabeceia com incrível tempo de bola e assiste para o gol como ninguém hoje no FutBr. Um craque do seu tempo!







Leia também