Médicos retiram tubo de oxigênio de Damar Hamlin, que já respira sem auxílio de equipamentos

Safety apresenta melhora significativa nas últimas horas (Foto: Reprodução Instagram) 


A primeira sexta-feira do ano trouxe uma excelente informação para todos os fãs da NFL e pessoas que acompanha a situação do safety Damar Hamlin. Os médicos do atleta do Buffalo Bills informaram nesta manhã que retiraram o tubo de oxigênio do jogador, que já consegue respirar perfeitamente por conta própria.

As últimas horas têm sido de grande evolução de Damar Hamlin, que já recobrou a consciência e até perguntou aos médicos – de forma escrita, já que ele ainda não consegue falar – o resultado da partida.

Na última segunda-feira, Hamlin, de 24 anos, desmaiou ao receber uma forte pancada no peito após fazer um tackle no wide receiver Tee Higgins. O jogador do Buffalo Bills chegou a se levantar depois do impacto, mas caiu desacordado logo em seguida. Ele recebeu reanimação cardiopulmonar (RCP) ainda no gramado do Paycor Stadium, em Cincinnati. O safety foi levado às pressas para o hospital.

A lesão aconteceu ainda no primeiro quarto, com pouco mais de cinco minutos para o fim, quando a partida estava 7 a 3 para o Cincinnati Bengals, equipe da casa.

JOGO NÃO SERÁ RETOMADO

A NFL divulgou nota oficial confirmando o cancelamento da partida entre Cincinnati Bengals e Buffalo Bills, que foi suspenso ainda no primeiro período, na última segunda-feira, após a gravíssima lesão do safety Damar Hamlin. A Liga já havia anunciado que não pretendia dar continuidade ao jogo nesta semana, mas que manteria o calendário da última temporada regular nos dias 7 e 8 de janeiro.

Roger Goodell, comissário da NFL, informou a decisão a todas as franquias da Liga após conversas com os Bills, os Bengals e as lideranças da Associação de Jogadores da NFL, segundo traz o comunicado.

Ainda de acordo com o documento, a decisão foi tomada porque "não jogar a partida não teria efeito direto em quais times vão ou não aos playoffs na temporada", além disso "jogar o jogo significaria adiar os playoffs em uma semana, prejudicando as 14 franquias envolvidas"; e mais, "a decisão deveria ser tomada antes da semana 18 para ser consistente com os princípios e faz com que todas as franquias saibam o que é preciso para ir aos playoffs antes do fim da temporada".

Uma das possibilidades sugerida no comunicado da NFL é que a final da Conferência Americana (AFC) seja jogada em campo neutro, caso Bills ou Bengals estejam na decisão e enfrentem o Kansas City Chiefs, que terminará a temporada com um jogo a mais.

A nota assinada pelo comissário Roger Goodell afirma que haverá uma reunião especial entre os donos das franquias nesta sexta-feira para uma posição final. Não haverá mudanças também nos playoffs da NFC.