Ex-Vasco e Inter de Milão, Fredy Guarín é preso na Colômbia

Rodrigo Salomao
·1 minuto de leitura

Com passagem pelo Vasco da Gama em 2019 e parte de 2020, Guarín não permaneceu em São Januário e acabou longe dos gramados por um bom período até voltar à Colômbia. O meio-campista acertou contrato para defender o Millonarios, seu time de infância. No entanto, a trajetória por lá tem sido conturbada. Com prisão e tudo.

Sob a acusação de violência doméstica, com direito a agressões no próprio pai, Fredy Guarín foi preso demonstrando claros sinais de embriaguez, conforme divulgou o jornal colombiano El País. A denúncia para a polícia foi feita pelos próprios familiares e foi registrada em imagens que já circulam nas redes sociais:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Desde a sua chegada ao Millonarios, o atleta disputou sete partidas, sendo três delas entre os titulares e quatro vindo do banco de reservas. A polêmica surge numa semana em que começavam a surgir rumores de rescisão contratual por indisciplina. Rumores estes que certamente serão ainda mais fortes depois do episódio desta quinta-feira.