Ex-treinador da seleção brasileira de ginástica Oleg Ostapenko morre aos 76 anos, na Ucrânia

·1 minuto de leitura


Morreu neste sábado o ex-treinador da seleção brasileira de ginástica Oleg Ostapenko aos 76 anos, vítima de problemas nos rins e nos pulmões, na Ucrânia, seu país de origem. Ele treinou atletas como Daiane dos Santos e Daniele Hypólito entre 2001 e 2008.

+ Veja a tabela da Copa América!

Daiane dos Santos fez uma postagem nas redes sociais lamentando a morte do ex-comandante.

- Hoje o dia começou triste, com uma grande dor no coração, nunca é fácil perder alguém que amamos, OLEG você foi mais que um treinador, um segundo pai, um amigo leal, conselheiro para uma vida inteira.... Em meu coração um mix de sentimentos, tristeza, saudade. Felicidade em ter aprendido com a sua sabedoria, gratidão a Deus por termos unidos os nossos caminhos - escreveu.

Oleg treinou ginastas ucranianas como Tatiana Gutsu, ouro nas Olimpíadas de 1992, e Lilia Podkopayeva, campeã em Atlanta 1996, além das medalhistas mundiais Daiane dos Santos e Daniele Hypólito. Após os Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, no qual terminou em oitavo lugar por equipes, anunciou o fim da parceria com o Brasil para treinar a equipe russa juvenil.

Em setembro de 2011, Oleg retornou ao Brasil. Em parceria com o governo estadual paranaense, a federação local e passou a treinar as ginastas do Centro de Excelência de Ginástica (CEGIN), em Curitiba, visando as Olimpíadas de 2016, no Rio. Ficou na capital paranaense até 2015, quando voltou para a Ucrânia.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos