Ex-tenista Navratilova é diagnosticada com câncer de garganta e de mama

.

(Reuters) - A ex-tenista número um do mundo Martina Navratilova disse nesta segunda-feira que foi diagnosticada com câncer de garganta e de mama.

Navratilova, que é tcheca naturalizada norte-americana, é considerada uma das maiores jogadoras de todos os tempos, tendo conquistado um total de 59 títulos de Grand Slam em simples e duplas.

"Esse golpe duplo é sério, mas ainda pode ser consertado", disse a jogadora de 66 anos em comunicado à WTA.

"Espero um resultado favorável. Vai ser ruim por um tempo, mas vou lutar com todas as minhas forças".

Navratilova também foi diagnosticada e venceu o câncer de mama em 2010.

Ela acrescentou que o câncer está no estágio 1 e o prognóstico é bom. Os tratamentos começam na próxima semana, disse.

O câncer foi descoberto pela primeira vez no início de novembro durante as finais da WTA, quando Navratilova notou um inchaço no pescoço que não diminuía.

Mary Greenham, representante de Navratilova, disse que a ex-tenista, que agora trabalha como apresentadora de tênis na televisão e no rádio, não viajará para Melbourne para o Aberto da Austrália de 16 a 29 de janeiro, mas espera contribuir com as transmissões de forma remota.

(Reportagem de Steve Keating, em Toronto, e Tommy Lund, em Gdansk)