Ex-técnico da Espanha se diz 'injustiçado' por Luis Enrique

AFP
L'ex-sélectionneur de l'Espagne Robert Moreno lors d'un point presse à Barcelone, le 28 novembre 2019
L'ex-sélectionneur de l'Espagne Robert Moreno lors d'un point presse à Barcelone, le 28 novembre 2019

O ex-técnico da Espanha Robert Moreno afirmou nesta quinta-feira não saber por que Luis Enrique não o quer em sua equipe, e considerou que o atual treinador da Fúria foi "injusto" ao chamá-lo de "desleal" em sua apresentação, nesta quarta-feira.

"É um momento desagradável para mim, muito desagradável", lamentou Moreno, que decidiu dar nesta quinta-feira uma coletiva de imprensa após ser "atacado pessoalmente e ser etiquetado como algo que me parece injusto e que acredito não ser".

Moreno, que assumiu a seleção espanhola após Luis Enrique deixar o cargo por causa da doença da filha, que acabou falecendo, conversou com a imprensa um dia após ser chamado de "desleal" pelo ex-jogador, para o qual trabalhou como assistente na própria seleção.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"Entendo que ele queira ser técnico, entendo que é o sonho de sua vida, que trabalhou muito para isso, mas entendendo que ele é desleal e não quero alguém assim na minha comissão", criticou Luis Enrique na quarta-feira.

O novo técnico da Espanha explicou que, em uma reunião em 12 de setembro com Moreno, percebeu que seu ex-assistente queria comandar a seleção na Eurocopa e que só estaria disposto a largar o cargo depois do torneio continental.

Moreno, por outro lado, relatou nesta quinta-feira que na reunião em questão já estava disposto a devolver o cargo para Luis Enrique, mas "minha surpresa foi sua resposta: 'me parece perfeito, mas eu já não conto mais com você, com o resto da comissão sim'".

"Hoje, eu não sei por que Luis Enrique não me quer com ele", completou Moreno, afirmando que as perguntas da imprensa após a partida contra Malta, em 15 de novembro, lhe permitiram "intuir" que Luis Enrique queria voltar.

Então, "sabendo que minha presença não era do agrado de Luis", Moreno mandou uma mensagem ao presidente da Federação Espanhola, Luis Rubiales, para "acertar minha saída e não ser um problema", o que foi oficializado após a partida contra a Romênia, em 18 de novembro.

Leia também