Ex-técnico da seleção feminina, Vadão está na UTI com câncer


O ex-treinador da Seleção Brasileira feminina, Vadão, está internado na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) do Hospital Albert Einstein tratando de um câncer no fígado, segundo informou o 'GloboEsporte.com'. Aos 63 anos de idade, ele começou a tratar a doença desde o início de 2020, quando passou por sessões de quimioterapia.

Ao longo da carreira como treinador, ele dirigiu grandes equipes como São Paulo, Athletico, Guarani, Ponte Preta e Corinthians. Foi ele também que comandou o Mogi Mirim da década de 90, que ficou conhecido como 'Carrossel Caipira', com craques como Válber, Leto e Rivaldo, na década de 90.

O seu último trabalho foi na Seleção Brasileira feminina, quando dirigiu a equipe na Copa do Mundo de 2019, caindo nas oitavas de final para a França. Após o torneio, acabou sendo demitido do cargo.

Identificado com os dois times de Campinas, guarani e Ponte Preta, Vadão é conhecido na cidade como "Mister Dérbi" por nunca ter perdido um clássico na cidade. A invencibilidade é de nove jogos, com cinco vitórias (quatro pelo Guarani e uma pela Ponte) e quatro empates (três pela Ponte e um pelo Guarani). Os dois clubes se solidarizaram nas redes sociais, desejando força ao treinador.







Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também