Ex-técnico da Bélgica opina sobre crise interna da seleção na Copa do Mundo: 'Devem ficar em silêncio'

Wilmots durante a Euro 2016 no comando da Bélgica (Foto: AFP)


Um dos grandes jogadores da história da Bélgica e técnico da seleção entre 2012 e 2016, Marc Wilmots deu sua opinião sobre a crise que os Diabos Vermelhos vivem na Copa do Mundo do Qatar. O ex-treinador falou sobre a 'reunião de emergência' feita pela comissão técnica nesta segunda e afirmou que os jogadores estão dando motivos para receber críticas, mas que o elenco deve se fechar para a imprensa e focar no jogo decisivo contra a Croácia.

- Eles devem ter dito para si mesmos "Vamos apagar o fogo antes da partida", o que é normal. Trocar de jogador três vezes para a coletiva de imprensa é porque muita coisa aconteceu. Temos que parar com as discórdias e que os próprios jogadores dêem motivo para serem criticados. Devem ficar em silêncio - disse o ex-treinador à RTBF.

Wilmots era o atacante da Bélgica quando os Diabos Vermelhos enfrentaram o Brasil em 2002. Naquela oportunidade, a seleção belga empatou os dois primeiros jogos e chegou pressionada para o último jogo da fase de grupos, quando venceu a Rússia e se classificou para as oitavas de finais, quando foi eliminada pela seleção brasileira. O ex-atacante usou a Copa de 2002 como um exemplo do que a seleção de 2022 deve fazer.

+ Entenda os cenários para a Bélgica conseguir a classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo

- Em 2002, decidimos boicotar a imprensa. Felizmente, o time venceu a Rússia. No final, fizemos uma grande Copa do Mundo. Esta ação permitiu que todos se concentrassem no essencial. Pessoalmente, eu teria dito aos jogadores para cortarem as redes sociais e os laços familiares. Você tem que se colocar em modo de combate, se reunir e se preparar para o encontro nas melhores condições possíveis. Faltam 48 horas, é só pensar no jogo e ficar na sua bolha. É o mais importante - destacou

+ Fim da linha? Bélgica vê a 'ótima geração' definhar em atuações apáticas na Copa do Mundo do Qatar

Com duas atuações ruins e uma derrota apática para Marrocos, a Bélgica precisa vencer a Croácia, na última rodada do Grupo F na próxima quinta-feira, dia 1º de dezembro, para se classificar para as oitavas de finais. Wilmots mandou boas vibrações para a seleção belga e afirmou que um jogo como este é uma grande chance de calar os críticos.

- O que desejo aos jogadores é que vençam a partida contra a Croácia. Esse jogo é uma oportunidade para eles silenciarem os 'haters'. Ainda podemos nos classificar e ir para o mata-mata. Essa geração nos fez sonhar por muito tempo - finalizou.