Ex-Santos, japonês Kazu renova aos 52 anos e reafirma fama de 'interminável' do futebol

Kazu Miura assinou um novo contrato com o Yokohama FC e seguirá por pelo menos mais um ano no futebol. Ele jogou no Brasil na década de 1980
Kazu Miura assinou um novo contrato com o Yokohama FC e seguirá por pelo menos mais um ano no futebol. Ele jogou no Brasil na década de 1980

Prestes a completar 52 anos, Kazu Miura renovou o contrato por mais uma temporada com o Yokohama FC, da segunda divisão do Japão. Esta será a 34ª temporada como jogador profissional, o que o torna um recordista na profissão.

"Renovei o contrato para a temporada de 2019. Não vou desperdiçá-lo por nem um minuto, nem um segundo. Eu acho que quero ficar cara a cara com o futebol e ir treinar diariamente com o máximo de força", disse o camisa 11 do clube japonês.

O fato ganhou notoriedade na Fifa. Por meio de seu perfil no Twitter, a entidade que rege o esporte parabenizou o atleta neste sábado (11).

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Em 2017, o veterano, que completa 52 anos em fevereiro, se tornou o jogador mais velho a disputar uma partida profissional, deixando para trás o inglês Stanley Matthews, que atuou até os 50 anos na década de 60. Também se tornou o mais velho a balançar as redes atuando profissionalmente.

Mesmo com a idade avançada, Kazu Miura disputou nove jogos pelo Yokohama FC, clube que defende desde 2005, no ano passado e quase subiu com o clube para a primeira divisão japonesa. Com 91 jogos e 56 gols pela seleção nacional, o atacante ainda vestiu as camisas de Vissel Kobe, Kyoto Sanga, Dínamo Zagreb, Genoa, Tokyo Verdy, entre outros, ao longo da carreira.

O veterano rodou pelo Brasil na década de 1980 e foi o primeiro japonês a marcar um gol por aqui. Além do Santos, ele passou também por Palmeiras, Coritiba, CRB, entre outros. Nos anos 1990, lançou a J League com lendas como Gary Lineker e Zico, foi escolhido MVP na temporada de estreia e é o único jogador em atividade desde então.

Leia também