Ex-presidente da Federação da Tanzânia de Futebol é suspenso por corrupção

AFP
Os jogadores das seleções de Quênia e Tanzânia, antes de uma partida da Copa Africana de Nações no dia 30 de junho de 2019 no Cairo
Os jogadores das seleções de Quênia e Tanzânia, antes de uma partida da Copa Africana de Nações no dia 30 de junho de 2019 no Cairo

O ex-presidente da Federação da Tanzânia de Futebol (TFF), Jamal Emil Malinzi, foi suspenso por dez anos de toda atividade ligada ao futebol por apropriação inadequada de recursos, anunciou nesta segunda-feira a Fifa.

Malinzi, antigo membro de uma comissão da Fifa, também foi condenado pela comissão de disciplina da Fifa, órgão de justiça interna da instância, com uma multa de 500.000 francos suíços (455.700 euros).

Ele foi declarado culpado de ter se apropriado de fundos da Fifa, da Confederação Africana de Futebol (CAF) e de sua própria federação, entre 2013 e 2017, sem que se detalhasse o montante.

Malinzi também foi suspenso por ter falsificado uma resolução do comitê executivo da TFF, informou a Fifa em seu comunicado.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também