Ex-presidente critica Botafogo por divulgar atrasos em treino: 'Faz em sigilo para não desvalorizar jogador'

LANCE!
·1 minuto de leitura


A postura do Botafogo em divulgar atrasos de jogadores a treinamentos não agradou quem já ocupou a cadeira mais alta do clube há alguns anos. Carlos Eduardo Pereira, presidente do Alvinegro entre 2015 e 2017, não concordou com a postura de "dar nome aos bois" feita por Eduardo Freeland, novo diretor de futebol do Glorioso.

Para o ex-presidente, estas questões devem ser resolvidas internamente e não sair da rotina do clube. Em um comentário em uma publicação do portal "Fogo na Rede" no Instagram, CEP criticou a postura.

- Isso (divulgar quem chegou atraso) não se anuncia. Faz em sigilo para não desvalorizar o jogador - escreveu.

Carlos Eduardo Pereira, inclusive, foi vice-presidente do Botafogo até o começo desse junto, na gestão comandada por Nelson Mufarrej. Com a chegada de Durcesio Mello, contudo, o ex-dirigente deixou de ter este tipo de ligação com o clube de General Severiano.