Ex-Mercedes, Paddy Lowe é o novo diretor técnico da Williams

Nesta quinta-feira, o engenheiro queniano Paddy Lowe foi confirmado como novo diretor técnico da Williams. Após deixar o cargo de diretor executivo na Mercedes, no qual atuava desde 2013, as informações já apontavam a volta de Lowe à equipe britânica, pela qual atuou de 1987 a 1993.

Na Williams, Paddy assumirá a responsabilidade pela engenharia operacional da equipe. Além disso, participará do conselho de administração e assumirá participação na empresa, já que virou acionista do time.

Aliás, a carreira de Lowe na Fórmula 1 chama a atenção. O queniano contribuiu para 158 vitórias, sete títulos mundiais de pilotos e cinco títulos de construtores. O diretor, inclusive, comemorou a chance de retornar à Williams.

“Sempre tive um profundo respeito pela Williams, minha primeira equipe na Fórmula 1. É uma grande honra retornar nesta posição de liderança e ter a oportunidade de me tornar um acionista. Estou extremamente motivado para desempenhar meu papel em trazer o sucesso de volta ao time”, declarou Paddy.

Para a temporada de 2017, a Williams contará com o brasileiro Felipe Massa, que desistiu de se aposentar da categoria para atuar pela quarta temporada consecutiva pela equipe. Além dele, a escuderia terá o canadense Lance Stroll, de apenas 18 anos, que fará sua estreia na F1. A primeira corrida do ano acontece no dia 26 de março, na Austrália.