Ex-lutadora da WWE acusa Brock Lesnar de assédio sexual: 'O que ele fez foi muito errado'


Um dos lutadores mais famosos e bem sucedidos dos últimos anos no mundo é Brock Lesnar. Campeão no wrestling da divisão 1 da NCAA, campeão dos pesos-pesados no UFC e campeão da WWE, o americano cravou seu nome na história do esportes de luta. Entretanto, esse mesmo legado sofreu um importante impacto negativo nesta semana.

A ex-lutadora Terri Runnels, que fez parte do plantel da WWE durante a primeira passagem de Lesnar na empresa de luta livre, denunciou o lutador por assédio sexual e detalhou o episódio.

- O Brock fez algo que, se fosse nos tempos atuais... você sabe como é. Ele me mostrou seu pênis e me chamou quando eu estava passando pelo vestiário onde ele estava se trocando. Ele abriu a toalha para que eu pudesse ver suas partes. Eu gostaria muito mais que ele não fosse respeitoso com uma mulher que está no esporte há tanto tempo como eu estou - afirmou durante o podcast "KEE On Sports".

Terri ainda afirmou que, como Brock sabia que estava com muita moral internamente na empresa e que iria ganhar o cinturão em breve, já que os shows seguem um script, isso pode ter influenciado em sua atitude.

- Ele sabia que ele iria ter muita moral, que eles iriam lhe dar o cinturão, mas naquela época, eu já estava no esporte há muito mais tempo. Eu me dou respeito e o que ele fez foi muito, muito errado. Do ponto de vista sobre respeito e sobre assédio sexual, foi errado - completou.

O desabafo de Terri surge no auge de um movimento no mundo da luta livre chamado de "Speaking Out" (Desabafando), onde lutadoras, personalidades e fãs resolveram relatar casos sofridos de assédio sexual, psicológico, físico ou até moral cometido por atletas do esporte de diferentes partes do mundo.








Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também