Ex-jogador que participa do 'BBB' viralizou ao ameaçar torcedor e já foi acionado pela Lei Maria da Penha

Hadson aparece em vídeo intimidando torcedor (Foto: Reprodução Instagram / Twitter)
Hadson aparece em vídeo intimidando torcedor (Foto: Reprodução Instagram / Twitter)


O ex-jogador de futebol Hadson Nery, que atualmente participa do 'Big Brother Brasil' teve, nesta semana, problemas do passado expostos com relação a ameaças. Hadson aparece em um vídeo intimidando um torcedor de um time rival. Ele faz o homem se ajoelhar e pedir desculpas por algum fato não especificado e depois rasga a camisa do torcedor.

- É sem mimimi! Que tu não é doido, é?! Tu rasga dinheiro? Não, né? Então rasga esse aqui! Vocês tão vendo que ele não é doido. Mas sem
mimimi porque sei que vai para as redes sociais e vocês tão vendo que ele não é doido - diz Hadson, que parece justificar que o homem não sofre de transtornos psicológicos.

Hadson segue no vídeo citando dois homens para justificar uma possível vingança, que seria rasgar a camisa do torcedor. Além disso, o ex-jogador tenta rasgar o short, não consegue, e manda que o torcedor tire a peça de roupa e fique só de cueca. Veja o vídeo a seguir:




Em comentários nas redes, internautas afirmam que o homem que sofreu a ameaça seria 'especial', ou seja, que apresenta algum tipo de transtorno mental.

- Esse babaca é meu conterrâneo, e só pra deixar claro esse rapaz que ele humilhou é especial, depois que ele soube fez vídeo pedindo desculpas - disse uma mulher no Twitter.

Em outro caso, o ex-atleta foi enquadrado na Lei Maria da Penha pela Justiça do Pará em julho de 2018, a pedido da ex-esposa, Elen Cristina Vara. O juiz Maurício Ponte Ferreira de Souza determinou que Hadson não poderia ficar a menos de 100 metros de distância da vendedora, que explicou ao 'Extra' que procurou a Justiça após receber mensagens pelo wathsapp.

- Nenhuma separação é fácil. E no nosso caso não foi diferente. Na época, ele começou a me mandar mensagens pelo Whatsapp, mas prefiro não comentar o conteúdo. E eu não queria ficar lendo aquelas coisas. Foi então que resolvi procurar a Justiça - disse Elen, que completou afirmando que não tem nada contra Hadson e até torce pelo 'brother'.

- Temos dois filhos juntos. Um de 10 e outro de 14 anos. Já restabelecemos nosso contato e não tenho nada contra o Hadson. Esses problemas ficaram no passado. Mas torço por ele, porque é o pai dos meus filhos”.

Em nota, o advogado de Hadson afirmou que jamias houve agressão física por parte do ex-atleta e nem ação penal sobre o fato.

- Tal vinculação é totalmente descabida e inverídica, tendo em vista jamais ter ocorrido qualquer tipo de agressão física entre Hadson e Elen. Prova disso é não existir ação penal sobre a suposta agressão física, nem tampouco exame de corpo e delito. Porém, torna-se imprescindível salientar que existiu sim o pedido unilateral de Elen, a aplicação de medidas protetivas, não por agressão física, mas sim devido mensagens via WhatsApp que Hadson enviava para Elen - diz um trecho da nota divulgada no perfil oficial de Hadson no Instagram.













Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também