Ex-jogador é condenado à prisão por fazer ex se passar por prostituta

Yahoo Esportes
Tomas Repka e Erbova (Foto: Reprodução)
Tomas Repka e Erbova (Foto: Reprodução)

Tomas Repka, que defendeu a República Tcheca e clubes como a Fiorentina e o West Ham, foi condenado nesta quinta-feira a seis meses de prisão por fabricar anúncios em que sua ex-mulher é classificada como prostituta.

Você já viu o novo app do Yahoo Esportes? Baixe agora!

O ex-jogador de 44 anos colocou na internet anúncios falsos nos quais Vlad`ka Erbova  supostamente oferece serviços sexuais.

Segundo a imprensa theca, Repka teve a ajuda de sua atual esposa, a apresentadora de TV Katerina Kristelova, na divulgação desse anúncio. Katerina foi multada em R$ 9 mil.

Repka insinuou que sua ex-esposa fazia serviços sexuais (Foto: Reprodução)
Repka insinuou que sua ex-esposa fazia serviços sexuais (Foto: Reprodução)

Por causa dos boatos, Vlad’ka entrou em depressão e precisou fazer terapia.

Leia mais:
– Klopp analisa polêmica envolvendo Ozil
– Meia do Fla comenta reencontro com o Vitória
– Moisés e Bochecha ampliam lista de desfalques do Bota

Repka alegou que disseminou as falsas informações como uma medida desesperada de alguém que está com dificuldade para ver o filho.

O ex-jogador, que se desculpou pelo ocorrido, tem passagem na polícia por não pagar pensão alimentícia e dirigir bêbado.

2 Minutos com Nicola – Copa do Brasil ou Libertadores?

 

Leia também