Ex-jogador do Corinthians revela tensão após perda de pênalti decisivo: 'Torcedores queriam me matar'

Torcida do Corinthians protestou, na época, contra erro de Pato (Foto: Reprodução)


Comprado por mais de R$ 40 milhões pelo Corinthians, em 2013, e com grandes expectativas na época, Alexandre Pato teve uma passagem curta e conturbada pelo Alvinegro Paulista. Na Copa do Brasil, o atleta desperdiçou penalidade decisiva nas quartas de final contra o Grêmio, com cavadinha que parou nas mãos do goleiro Dida. Nove anos depois, em entrevista ao "The Players Tribune", ele revelou que a eliminação do Timão na competição afetou muito a sua carreira e a vida pessoal na época.

+ Confira emprestados que voltarão ao seu time em 2023

Em entrevista, Pato desmentiu polêmica envolvendo o restante do elenco, mas ressaltou as críticas ameaçadoras de parte dos torcedores alvinegros.

- Fui o único culpado (da eliminação). Sim, eu cometi um erro, mas não é verdade que colegas de elenco tentaram me bater. Ninguém fez nada. Mas os torcedores queriam me bater e me matar - disparou.

O atleta disputou 62 jogos com a camisa do Corinthians. Contudo, foram apenas 12 partidas após a cavadinha que resultou na eliminação do Timão da Copa do Brasil, sendo 10 entrando no decorrer dos jogos.

- Eu passei a andar de carro blindado em São Paulo, com seguranças armados e bombas de gás lacrimogênio. Os torcedores invadiram o CT com pedaços de pau e facas. Isso é uma loucura, algo assustador - relembrou o atleta.

Alexandre Pato começou a carreira muito novo pelo Internacional. Aos 17, ele foi titular na vitória sobre o Barcelona, válida pela final do Mundial de Clubes de 2006. Do Milan para o Corinthians, ele avaliou o porquê da sua passagem não ter sido proveitosa.

- Foi uma pena como tudo terminou no Corinthians. Cheguei como um astro do futebol europeu, com um salário alto, o que já cria uma distância em um país tão desigual como o Brasil - ressaltou.

Em 2014, ele esteve envolvido em uma troca com Jadson que, na época, era jogador do São Paulo. Com a camisa do rival, Pato teve uma passagem com mais brilho. Foram 38 gols em 101 partidas disputadas. O Corinthians também se deu bem: Jadson conquistou dois Brasileiros (2015 e 2017) e três Paulistas (2017, 2018 e 2019).

Jogador do Orlando City, dos Estados Unidos, o centroavante atuou 27 vezes neste ano e marcou quatro gols. Aos 33 anos, ele também deu cinco passes para gols em 2022.