Ex-jogador comenta caso envolvendo Scarpa: 'Vai acreditar em coach de internet?'

Gustavo Scarpa teria investido mais de R$ 6 milhões e não conseguiu sacar (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)


O meia Gustavo Scarpa alegou ter sido vítima de um golpe milionário junto a uma empresa indicada pelo ex-companheiro de Palmeiras Willian Bigode. O assunto ganhou repercussão após reportagem do "Fantástico", no último domingo, e o ex-jogador Roger Flores falou sobre o caso durante o programa "Tá na Área".

- O que mais me chama atenção é o Scarpa, um moleque que parece muito esclarecido, lê livros sobre tudo, conversa sobre qualquer assunto... Cair em um negócio que vai te dar 5% de lucro ao mês? Não existe isso. E outra coisa, patrimônio da empresa em pedras preciosas, tinha um monte de pistas que daria ruim. Coach? Vai acreditar em coach de internet? - comentou Roger Flores.

+ Gustavo Scarpa faz viagem de menos de 24 horas ao Brasil após golpe se tornar público

Gustavo Scarpa teria investido mais de R$ 6 milhões junto à empresa Xland Holding. O jogador, que hoje atua no Nottingham Forest, tentou sacar o valor investido, mas sem sucesso. Além do meia, outro jogador que também teria caído no suposto golpe é o lateral-direito Mayke, que ainda atua no Palmeiras.

+ Mais um jogador do Palmeiras pode ter sido vítima de golpe envolvendo Scarpa, Mayke e Willian Bigode

Na edição do programa da Globo do último domingo, foram divulgadas conversas entre Gustavo Scarpa e Willian Bigode. O meio-campista cobrou o atacante, que hoje atua no Fluminense, e ouviu do ex-companheiro que precisava "orar mais". A Polícia Civil paulista também investiga o caso.