Campeão pela Argentina em 1986 sofre infarto antes de ir ao Qatar para acompanhar a Copa

Oscar Garré, ex-jogador da Argentina, passou mal e teve um infarto (Divulgação)


Antes de viajar para acompanhar a Copa do Mundo do Qatar, o ex-lateral-esquerdo argentino Oscar Garré sofreu um infarto. O defensor foi campeão do mundo, no México, 1986, na mesma geração que o eterno ídolo Diego Armando Maradona.

De acordo com informações do site argentino "Telam", o ex-jogador de 65 anos passou mal horas antes do embarque. Diante disso, precisou ser hospitalizado para colocar dois "stents" para melhorar o fluxo sanguíneo e passa bem após a cirurgia.

+ Confira e simule a tabela da Copa do Mundo

Vale destacar que Garré era um dos convidados da Associação de Futebol da Argentina (AFA) para acompanhar a seleção no Mundial do Qatar ao lado de várias estrelas da história do futebol hermano.

- Garré está nos cuidados intensivos, mas estável e continua sob controle dos médicos - acrescentou o porta-voz consultado.

Ao longo da carreira, o ex-jogador atuou no Ferro Carril Oeste, um dos mais tradicionais clubes do futebol argentino. Também participou do clube como treinador e comandou Lanús e os chilenos Huachipato, Universidad Católica e Deportes Concepción. Em 2011, treinou a seleção argentina sub-17 e desde então não trabalhou mais à beira do campo.

- Scaloni foi questionado sobre a forma como chegou a ocupar o cargo e não tinha experiência suficiente, mas lhe deram oportunidades e ele soube aproveitá-las. Formou uma comissão técnica muito boa, soube amalgamar os meninos que tiveram muita filmagem na seleção e isso tem levado a um grupo muito compacto, e tudo isso é trabalho do Scaloni e é muito bom - havia dito Oscar Garré, em nota com o Líbero, pela TyC Sports.

Omar Larrosa, Daniel Bertoni, Ricardo Villa e Ubaldo Fillol representam a equipe campeã da Copa do Mundo de 1978. Já os campeões mundiais de 1986 que embarcaram são Ricardo Giusti, Carlos Tapia e Héctor Enrique. Outro integrante daquela seleção que está no Qatar é Oscar Ruggeri, mas como comentarista da "ESPN".