Ex-jogador Anderson Ribeiro aplica seu projeto no Metalist da Ucrânia

·2 minuto de leitura


Assim que encerrou sua trajetória dentro dos gramados, a luta pela carreira fora das quatro linhas começou a ter suas dificuldades. Com o mercado muito competitivo e sem espaço, Anderson Ribeiro criou o projeto “Aperfeiçoar +” que foi inicialmente desenvolvido na categoria de base do Cruzeiro e Atlético Clube Sul Brasil, ambos do Rio Grande do Sul.

Com o sucesso do projeto, em junho de 2019 Anderson foi convidado a trabalhar na equipe profissional do Riga Football Club, clube da Letônia e em dezembro do mesmo ano conquistou seu primeiro título como auxiliar técnico. Em 2020, veio o segundo troféu também na Letônia, e o terceiro, em 2021, na Ucrânia, com o Metalist, onde se encontra hoje.

- O início é complicado, foi difícil como jogador, e também foi como auxiliar técnico, mas sempre soube do potencial e da qualidade do meu projeto. Hoje consigo colocá-lo em prática aqui no Metalist, que foi o clube que joguei em 2004. Poder voltar aqui e já de início conquistar o acesso e título na terceira divisão na temporada passada e agora, estar na caminhada para o acesso à elite ucraniana é, além de desafiador, muito gratificante - comenta Anderson.

A competição, que iniciou em julho e já tem quatro rodadas, tem como líder o Metalist. O auxiliar explica que o início proveitoso dá um gás nos jogadores e uma confiança a mais para a comissão técnica.

- Entramos em campo no último sábado, pela quarta rodada, e já é nossa quarta vitória seguida. Doze pontos merecidos e 11 gols marcados para ficarmos na liderança da competição. Espero que esse desempenho continue, que a gente conquiste o nosso objetivo de subir para a elite e eu, individualmente falando, meu quarto título consecutivo como auxiliar, implementando o meu projeto de treinamento - dispara.

O time também tem em seu elenco os brasileiros Mailton, Jô, o recém apresentado Matheus Peixoto e o colombiano Bryan Riascos.

- Além do meu trabalho como auxiliar, também tenho a missão de auxiliar esses brasileiros e sul-americanos que chegam ao Metalist. Como falo russo, ajudo na adaptação à cidade, ao idioma, cultura e, o principal, criar condições para que eles possam demonstrar facilmente o seu nível de futebol - finaliza.

O Metalist joga novamente na quarta-feira, às 11h (horário do Brasília) diante do Yarud, na cidade de Mariupol, pela Copa da Ucrânia e terá transmissão pelo canal do FC Metalist, no youtube. Será a primeira partida da equipe nesta competição.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos