Ex-goleiro Bruno recebe liberdade condicional

Ex-goleiro Bruno foi condenado a mais de 22 anos de prisão por morte de Eliza Samudio - Foto: Reprodução/Redes Sociais
Ex-goleiro Bruno foi condenado a mais de 22 anos de prisão por morte de Eliza Samudio - Foto: Reprodução/Redes Sociais

O ex-goleiro Bruno recebeu liberdade condicional pela Justiça do Rio. Desde 2019, o ex-atleta cumpria regime semiaberto domiciliar. A grande mudança é que, a partir da nova decisão, ele não precisa mais respeitar limitações de horário para ficar fora de casa. A informação foi veiculada pelo jornal "O Globo".

A decisão foi tomada pela juíza Ana Paula Abreu Filgueiras, da Vara de Execuções Penais, na última quinta-feira. No entendimento da magistrada, Bruno respeitou todas as determinações do regime semiaberto e, por isso, não havia motivos para se opor à concessão da liberdade condicional.

+ Saiba os times do coração de todos os participantes do BBB 23

Apesar do fim da limitação de horários, o goleiro deve se apresentar, a cada três meses, em uma unidade do Patronato Margarino Torres, da Secretaria de Administração Penitenciária do Rio, para controle da Justiça.

Bruno foi responsável pelo assassinato de Eliza Samudio, mãe de seu filho, em 2010. Três anos depois, o ex-goleiro foi condenado a cumprir pena de 22 anos e três meses pelo Tribunal do Júri de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.