Ex-Fulham traça perfil de destaque da Sérvia e faz recomendação ao Brasil


O atacante Rodrigo Muniz conhece bem o sérvio Mitrovic, grande ameaça do Brasil na estreia da Copa do Mundo Qatar 2022. Ambos foram companheiros no Fulham até agosto, quando o brasileiro foi emprestado ao Middlesbrough. Eles conviveram por quase um ano, tempo suficiente para o ex-jogador do Flamengo traçar o perfil do centroavante em campo.

- Joguei com o Mitrovic e foi um ano de muito aprendizado, principalmente com ele, que é uma grande pessoa e um grande jogador. É um cara que dentro de campo é bem provocador e faz muitos gols.

Mitrovic fez 39 gols em 2022, mais do que Pedro, Richarlison e Gabriel Jesus. Por causa disso, torna-se um grande problema para a zaga brasileira, formada por Marquinhos e Thiago Silva. Rodrigo Muniz destacou a qualidade dos zagueiros do Brasil e pediu atenção ao sérvio.

- Quem eu sou para dar conselhos para os zagueiros. Todos sabem a qualidade que eles têm. Sei apenas da qualidade do Mitrovic e é melhor marcar ele de perto.

Mitrovic - Sérvia x Suécia
Mitrovic - Sérvia x Suécia

Mitrovic é o goleador da Sérvio (Foto: Pedja Milosavljevic / AFP)

Cria do Flamengo, Rodrigo Muniz teve contato com a legião de rubro-negros que foram convocados para a Copa do Mundo, como Vini Jr, Lucas Paquetá, que já deixaram o clube, e Pedro e Éverton Ribeiro, que ainda defendem o Fla. Como flamenguista, o atacante se sente representado.

- Mandei mensagem para o Paquetá e Éverton Ribeiro. Parabenizei-os pela convocação e os desejei sorte para trazer o hexa. Fiquei feliz por eles, de estarem representando a Seleção, que é um sonho de todos. O sentimento como Rubro-Negro é de que o trabalho por lá é bem feito, tanto na base, como no profissional.

No futebol inglês desde o segundo semestre do ano passado, Rodrigo Muniz ajudou o Fulham a conquistar a Championship, que é a Série B do Campeonato Inglês. Foram 28 jogos e cinco gols. Apesar de ter se destacado, o atacante foi emprestado ao Middlesbrough para poder jogar mais minutos, já que no Fulham o jogador é reserva do próprio Mitrovic. O jogador afirmou que a cada dia está mais adaptado e espera se consolidar no país.

- Minha adaptação está boa. Ano passado eu não sabia falar inglês, estava tendo cinco aulas por dia. Esse ano estou melhor, só estou tendo três e isso já está me facilitando muito para se comunicar com os meus companheiros, dentro e fora de campo. O futebol aqui é diferente do Brasil, mas sigo trabalhando forte para a cada dia conquistar o meu espaço e conseguir destaque por aqui.

No ritmo da Copa do Mundo, Muniz também revelou o desejo de defender a Seleção Brasileira, o que para ele, é um sonho.

- Eu trabalho bastante, tenho sonhos e um deles é jogar pela Seleção Brasileira. Vou continuar trabalhando para isso acontecer.

O Brasil estreia na Copa do Mundo nesta quinta-feira, às 16h (horário de Brasília), no Estádio Lusail, em Doha. Mais cedo, às 7h, Suíça e Camarões fazem o jogo de abertura do Grupo G.