Ex-diretor do Vasco deixa prisão depois de ficar preso por duas noites, em Campinas

LANCE!
·1 minuto de leitura


O ex-diretor do Vasco e empresário do mundo do futebol Franck Sá Assunção deixou a prisão, neste domingo, após passar duas noites na penitenciária. O ex-cartola havia sido detido por porte ilegal de armas de fogo, na última sexta-feira, em Campinas, no estado de São Paulo. Franck chegou a ficar conhecido, em 2017, por tentar levar o ex-atacante Drogba ao Corinthians.

+ Clássico e muito mais! Veja como foi a rodada do Cariocão

Ele estava no Centro de Detenção Provisória de Hortolândia (SP), onde saiu por volta das 19h deste domingo. Franck recebeu um alvará de soltura da Justiça, segundo a Secretaria de Administração Penitenciária do estado de São Paulo (SAP). As informações dão do ge.globo.

De acordo com a Polícia local, o empresário foi encontrado na Vila Mimosa após um motorista de aplicativo acionar os agentes e relatar ter sido agredido com um soco e ameaçado com uma arma, quando estava na Avenida Mirandópolis. A informação é do g1.globo. O empresário havia sido encontrado a 50 metros do local com uma mochila.

Segundo a PM, foram encontrados dentro dela e apreendidos um revólver .38, com cinco munições intactas, um revólver .22, com várias munições, máscaras, um martelo e fitas de nylon. Franck estaria fora do controle no momento que foi detido pelos policiais.

Franck teve uma passagem relâmpago pela diretoria do Vasco, clube do qual é sócio. Ele esteve no cargo de diretor por apenas 30 dias. Além de tentar levar o marfinense Drogba para o Corinthians, ele tentou colocar o italiano Christian Vieri no Botafogo de Ribeirão Preto, em 2009.