Ex-companheiro de Cristiano Ronaldo entrega craque: 'Se ele te convidar para jantar, nunca aceite'

Nathalia Almeida
·2 minuto de leitura

Campeão por todos os clubes pelos quais atuou profissionalmente, dono de um invejável currículo de marcas/recordes espetaculares e eleito por cinco vezes o melhor jogador do mundo, Cristiano Ronaldo nunca está parado: sua obsessão por ser cada dia melhor e por seguir vencendo é o que o mantém no topo há tanto tempo, disciplina e comprometimento que chegam a assustar alguns jogadores que convivem ou já conviveram com o craque da camisa 7.

Em entrevista concedida ao 'ITV Sports', o ex-lateral Patrice Evra, companheiro de CR7 nos tempos de Manchester United, revelou uma história curiosa que viveu com o craque lusitano no período em que vestiam a camisa vermelha. De acordo com o francês, a melhor coisa a se fazer caso Cristiano te convide para jantar, é recusar o convite.

Real Madrid v Manchester United - UEFA Champions League Round of 16 | Mike Hewitt/Getty Images
Real Madrid v Manchester United - UEFA Champions League Round of 16 | Mike Hewitt/Getty Images

"Eu daria este conselho a qualquer um: quando Cristiano o convidar para jantar, apenas diga não. Ele me chamou uma vez depois do treino e eu fui. Eu estava cansado, e na mesa só tinha salada, frango e água. Não havia refrigerante. Começamos a comer e pensei que mais tarde haveria carne, mas não. Ele terminou de comer, levantou-se e começou a brincar com uma bola. Então ele me disse que faríamos treino de toques e eu respondi se podia terminar de comer. Depois disso, ele me pediu para ir à piscina. Cristiano é uma máquina e não quer parar de treinar nunca", revelou.

Na mesma entrevista, Evra relembrou outra história engraçada envolvendo Cristiano e sua ambição em sempre ser o melhor: "Certa vez Cristiano estava jogando pingue-pongue com Rio Ferdinand, e o Rio venceu. Todos nós começamos a gritar e percebemos que Cristiano estava chateado. Depois disso mandou o primo comprar uma mesa de pingue-pongue, treinou por duas semanas seguidas em casa e depois venceu Ferdinand na frente de todos. É assim que ele é", concluiu.