Ex-colega de Dinamite, Abel Braga fala de morte do maior ídolo do Vasco: 'Vá em paz, ídolo'

Dinamite presidiu o clube entre 2008 e 2014 (Foto: Gabriel Suares / Vasco)


Atual diretor técnico do Vasco, Abel Braga manifestou seu pesar pela morte de Roberto Dinamite, que foi confirmada neste domingo (8). Em comunicado emitido via assessoria de imprensa, o ex-zagueiro recordou a parceria que teve com o eterno ídolo do Cruz-Maltino, que tinha 68 anos.

- Quero me manifestar, claro que até um pouco emocionado, mas com as palavras mais sinceras eu posso me expressar, pois é totalmente com o coração. O que vivi com o homem e o profissional Roberto... Não me lembro de ter abraçado tantas vezes uma pessoa como em quatro anos em que estive no Vasco da Gama, o abraçando por gols marcados. Por isso ele foi eleito pelo torcedor o maior ídolo do clube do tamanho do Vasco da Gama. Não só pelos gols, mas pelo sorriso que ele dava após marcar cada gol. Isso é algo de um significado extraordinário - disse.

Abel chegou ao clube em 1976 e estava na Colina quando o Cruz-Maltino foi campeão carioca de 1977. O ex-zagueiro destacou a dimensão que o eterno camisa 10 tem para o Cruz-Maltino.

- Aí se vê realmente a grandeza desse clube, que o reconheceu com aquela estátua ainda em vida. Com certeza, está levando isso com ele. Não podemos ser egoístas nesse momento, mas, na situação em que ele encontrava. Papai do Céu achou que já estava na hora de parar de dar a dor que ele e a família sentiam em todos esses dias. Vá em paz, Roberto. Sua esposa, seus filhos... Ficam o enorme carinho e respeito. Vá em paz amigo, ídolo