Ex-CEO do Birmingham explica recusa de Bellingham ao Manchester United

Jude Bellingham está na mira do Real Madrid para a próxima temporada (Foto: JACK GUEZ / AFP)


Uma das principais revelações do futebol mundial, Jude Bellingham é cobiçado por gigantes da Europa. O inglês é tido como um dos melhores do mundo em sua posição, mas é um jogador que se convence não por propostas altas e sim pelos seus interesses esportivos. O ex-CEO do Birmingham explicou um pouco sobre isso em entrevista ao jornal catalão "Mundo Deportivo".

O jovem decidiu ir para o Borussia Dortmund em 2020, quando estava de destacando no clube da segunda divisão inglesa e tinha quase toda a Premier League de olho nele, como explicou o ex-CEO do time de Birmingham.


- O United fez a maior oferta que recebemos em relação ao Bayern, Dortmund, Leicester ou outros clubes como o Wolves. O United ofereceu o dobro do resto dos clubes, eles até o trouxeram junto com Ferguson, Cantona e Solskjaer para convencê-lo. Mas Jude não tomou nenhuma decisão baseada em dinheiro.

O ex-CEO também disse que o Manchester United foi o mais insistente e inclusive, ele e Bellingham se reuniram com o dirigente dos Red Devils, Ed Woodward, mas no fim das contas, o jovem não quis ir para Old Trafford.

Ainda no dia da contratação de Bellingham pelo Borussia Dortmund, o Bayern de Munique o procurou e ofereceu um bônus ainda maior, mas o inglês já estava decidido. Para Ren, isso ajuda a explicar o que a joia decidiria na próxima janela de transferência.

- Ele nunca colocou dinheiro à frente. O Bayern ligou no dia da assinatura oferecendo muitos bônus em dinheiro e os rejeitou. A decisão que ele tomar neste verão será baseada no projeto.

Ainda antes do fim da Championship de 2021, Bellingham já tinha o acordo feito com o Borussia Dortmund, mas chegou a colocar sua contratação em risco para poder jogar a rodada final do campeonato, no qual o Birmingham brigava para não rebaixar. No mesmo dia do jogo, ele teria exames médicos do clube alemão, mas a família insistiu para que a joia se despedisse do clube, livrando-o do descenso. E ele fez isso tudo.

>> Confira o vaivém do LANCE! no mercado da bola

- O pai dele me ligou e disse que se o Bellingham não jogasse contra o Charlton ele cancelaria a revisão com o Dortmund. Ele foi convocado, saiu do banco e deu a assistência no gol que significou a nossa permanência.

Aos 19 anos, Bellingham jogou sua primeira Copa do Mundo esse ano e marcou um gol, que foi o primeiro da campanha dos Three Lions na Copa, contra o Irã.