Ex-atleta de futebol americano universitário é preso suspeito de assassinar companheiro de equipe

·1 minuto de leitura


O ex-jogador de futebol americano da Universidade de Miami (EUA) Rashaun Jones foi preso, na última quinta-feira, como suspeito pelo assassinato de Bryan Pata, que também fazia parte do time. Pata foi morto em 2006, quando ainda atuava pelos Hurricanes ao lado de Jones, e o crime ainda não foi solucionado.

> Confira a classificação atualizada do Brasileirão 2021 e simule as rodadas!

Bryan Pata tinha 22 anos quando foi baleado perto de um complexo de apartamentos em Miami. O defensor era cotado para ser escolhido no Draft da NFL de 2006, mas morreu antes do evento.

Rashaun Jones, que foi preso nesta quinta, atuou ao lado de Pata em seus dois primeiros anos de faculdade. Jones, no entanto, era ex-namorado da companheira de Bryan Pata na época e já haviam brigado ao menos duas vezes por ciúmes. No último embate, Rashaun disse a Pata que ele deveria "arrumar uma arma para se defender".

+ Conheça o novo app do LANCE! e fique por dentro dos resultados e notícias!

O caso voltou à tona depois da ESPN americana produzir uma reportagem especial em 2020 que mostrava como Rashaun Jones era tido como o principal suspeito pela investigação. O irmão de Bryan Pata já afirmou acreditar que ele tenha sido assassinado por ciúmes.

- Acredito que tenha sido muito ciúme. Do jeito que Bryan se portava, ele era muito ousado, estava confiante no que fazia, estava confiante de que iria se formar na faculdade, estava confiante de que seria convocado para a NFL - disse Edrick Pata a uma emissora americana em 2017.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos