Ex-atacante do Flamengo critica clube e questiona fim das negociações com Rafinha

Fabio Utz
·2 minuto de leitura

O Flamengo garante que, para não comprometer o orçamento, disse "não" a Rafinha. O lateral-direito, por sua vez, afirma ter sido colocado no meio de uma briga política do clube. É fato, sim, que a não contratação do atleta por parte do Rubro-Negro gerou polêmica. E ela chegou até mesmo à bancada de programas de televisão. Emerson Sheik, por exemplo, criticou a postura da equipe carioca no caso.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O ex-atacante do Flamengo citou o dinheiro que entrou nos cofres do clube recentemente para se colocar contra o fato de Rafinha não ter voltado para a Gávea. "E o valor (da premiação) do Brasileirão? E esse dinheiro todo? O Flamengo não tem dinheiro para trazer o Rafinha? O Flamengo foi campeão brasileiro e colocou um caminhão de dinheiro no bolso", comentou durante o programa Arena SBT.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Cicinho, por sua vez, rebateu o colega e elogiou a postura dos dirigentes. "Temos que tirar o chapéu para o presidente do Flamengo (Rodolfo Landim). Se ele tomou a decisão, sabe o que pode ou não. Não adianta nada trazer o Rafinha, ficar bem com a torcida e não ter condições de pagar. O presidente do Flamengo acredito que não tenha acertado com o Rafinha por esse planejamento", argumentou. O jogador, que deixou o Olympiakos, da Grécia, está livre para acertar com qualquer time.

Para mais notícias do Flamengo, clique aqui.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.