Ex-astro da NFL Aaron Hernandez comete suicídio na prisão

Aaron Hernandez durante julgamento em 2013. Foto: AP

O ex-astro da NFL Aaron Hernandez foi encontrado morto enforcado dentro de sua cela nesta quarta-feira, confirmou a polícia de Massachusetts. Ele foi ao hospital, mas já chegou lá sem vida.

Hernandez tinha 27 anos e cumpria prisão perpétua por três assassinatos em 2012 e 2013. Agentes carcerários dizem que o ex-atleta estava em cela solitária e se enforcou com os lençóis de sua cama. Ainda disseram que ele colocou vários itens pessoas na porta da cela, de modo a dificultar a entrada de qualquer pessoa.

Em 2012, Hernandez confessou ter assassinado duas pessoas em um bar: Daniel de Abreu e Safiro Furtado. A briga foi ocasionada depois que Abreu derramou acidentalmente a bebida de Hernandez em uma pista de dança, sorriu e não pediu desculpas, segundo o ex-jogador, que entendeu aquilo como uma provocação deliberada. Fora da boate, Hernandez esperou Abreu e seu amigo saírem, desferiu injúrias raciais e disparou cinco tiros quando os dois estavam em um carro.

Abreu e Furtado eram amigos próximos e foram militares no Cabo Verde antes de morarem nos Estados Unidos. As famílias deles ganharam uma ação de 6 milhões de dólares contra Hernandez após o assassinado, além do réu ter sido condenado a prisão perpétua um ano depois.

O crime aconteceu seis semanas antes de Hernandez assinar um contrato de cinco anos com o Patriots, no valor total de 40 milhões de dólares. Além do duplo crime, Hernandez cometeu um terceiro homicídio meses depois. Ele matou o jogador semiprofissional de futebol americano Odin Lloyd, que estava namorando a irmã da noiva de Hernandez.

Leia também:
São Paulo sondou ex-palmeirense Valdivia, que planeja voltar ao Brasil em julho
Jornal inglês ‘lamenta’ desejo de Neymar em jogar no Flamengo
As frases mais ousadas de Felipe Melo pelo Palmeiras