Advogado de clubes e executivo com passagem pelo Maracanã são os primeiros diretores da Libra

23 clubes das Séries A e B assinaram carta-proposta para criação da Libra (Foto: Divulgação)


Com o estatuto formulado na última terça-feira (3), a Libra (Liga Brasileira de Clubes) já tem dois de seus diretores contratados pelo grupo dos seis clubes fundadores (Palmeiras, São Paulo, Corinthians, Santos, RB Bragantino, Ponte Preta, Cruzeiro e Flamengo).


Advogado do Palmeiras e com serviços prestados para São Paulo, Cruzeiro, RB Bragantino, Grupo City e CBF, André Sica atuará ao lado de Bruno Wegmann da Silva, executivo com passagens pela construtora Oderbrecht e da administradora do Maracanã.

As informações foram divulgadas primeiro pela TV Globo e confirmadas ao LANCE! por dirigentes do grupo dos fundadores.

O anúncio oficial deverá ser feito na próxima quinta-feira (12), quando há a expectativa da adesão de mais clubes e o lançamento oficial da Libra em evento na sede da CBF, no Rio de Janeiro (RJ).

Conforme o L! revelou, a ideia dos dirigentes explicitada no estatuto assinado é de que todos os cargos diretivos da nova Liga sejam ocupados por profissionais renumerados vindos da iniciativa privada.

Ainda não há divulgação de quanto os profissionais ganharão. Um dirigente revelou à reportagem que a dupla deverá fazer trabalho voluntário neste primeiro momento de lançamento da Libra, já que ela ainda não tem caixa constituído.

> Libra: conheça todos os detalhes sobre a criação da nova Liga Brasileira de Clubes

> GALERIA: Agora vai? Veja as tentativas de criação de liga no futebol brasileiro

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos