Everton revive drama com lesões do Fla e não ajuda São Paulo no returno

Fellipe Lucena e Yago Rudá
LANCE!
Everton pouco tem visto a bola nos últimos 45 dias (Érico Leonan/saopaulofc.net)

Everton revive drama com lesões do Fla e não ajuda São Paulo no returno

Everton pouco tem visto a bola nos últimos 45 dias (Érico Leonan/saopaulofc.net)


O estiramento na coxa esquerda de Everton, diagnosticado em exame realizado na manhã de quarta-feira, foi o terceiro problema muscular sofrido pelo atacante do São Paulo em 45 dias. Ele está fora da partida de domingo, contra o Internacional, no Beira-Rio, e ficará ao menos três semanas em tratamento.

Everton sofreu um outro estiramento contra o Ceará (foi substituído e perdeu mais três jogos) e sentiu uma fibrose na partida em que retornou, contra o Santos (foi substituído e perdeu mais dois jogos). Sábado, contra o Palmeiras, machucou-se novamente na partida em que voltava a atuar: entrou no segundo tempo e lesionou-se logo no começo, embora tenha ficado em campo até o fim.

A 21ª rodada, em que Everton sofreu a primeira lesão, terminou com o São Paulo na liderança após vencer o Ceará por 1 a 0. A vantagem para o Inter, vice-líder na ocasião, era de três pontos. O Palmeiras, quarto colocado, tinha oito pontos a menos. Depois disso, Everton só jogou um tempo contra o Santos e outro contra o Palmeiras, e o São Paulo acumulou duas derrotas, quatro empates e só uma vitória. Terminada a 28ª rodada, já está em quarto lugar, com quatro pontos a menos que o Palmeiras.



O jogador de 29 anos viveu momentos semelhantes em sua última passagem pelo Flamengo, entre janeiro de 2014 e abril de 2018. Destaque da equipe, sobretudo nos últimos dois anos, ele também foi brecado por lesões em momentos importantes.

Em 2016, o Rubro-Negro brigava cabeça a cabeça com o Palmeiras pela liderança do Brasileirão: era vice-líder após a 30ª rodada, com um ponto a menos (60 a 61). Everton sofreu uma lesão no adutor direito logo no começo do jogo contra o Internacional, pela 31ª rodada, e ficou um mês afastado. Sem ele, o time perdeu a partida contra o Inter, empatou com Corinthians, Atlético-MG e Botafogo e caiu para terceiro lugar, a sete pontos do Palmeiras. O camisa 22 retornou marcando o gol da vitória por 1 a 0 sobre o América-MG, mas o Fla não conseguiu reverter a situação nas quatro rodadas finais do Brasileirão.

Em 2017, Everton bateu seu recorde de jogos pelo Flamengo em uma só temporada (56), mas também perdeu momentos importantes por causa de problemas físicos. Na fase de grupos da Libertadores, por exemplo, não participou de nenhuma das duas partidas contra o Atlético-PR - a primeira por causa de uma pancada na coxa que o afastou dos gramados por quase um mês e a segunda por causa de uma pancada no tornozelo sofrida justamente na partida em que voltou a jogar. O time venceu uma e perdeu outra contra o rival brasileiro e acabou não avançando aos mata-matas.

Em setembro do ano passado, uma lesão na panturrilha esquerda sofrida contra a Chapecoense, pelo Brasileirão, colocou em dúvida sua participação no jogo de volta da decisão da Copa do Brasil, contra o Cruzeiro. Após duas semanas fora, conseguiu retornar na partida em que o Fla foi vice, sendo substituído a dez minutos do fim. Em novembro, uma lesão na coxa esquerda o deixou fora de combate por quase três semanas antes das finais da Sul-Americana, contra o Independiente (ARG), em que o Rubro-Negro também foi vice - não jogou as semifinais contra o Junior (COL)

Em 2014 e 2015, Everton viveu momentos parecidos com o atual, com lesões em sequência. Em 2014, foram dois problemas seguidos na coxa direita: ele disputou a primeira rodada do Brasileirão, contra o Goiás, foi desfalque diante de Corinthians, Palmeiras e Fluminense, retornou para jogar contra São Paulo, Bahia e Santos e voltou a sentir. Não enfrentou Figueirense e Cruzeiro e aproveitou a pausa da Copa para se recuperar. Em outubro, sentiu a coxa esquerda no jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil, contra o Atlético-MG, mas conseguiu se recuperar a tempo de participar da partida de volta.

A coxa esquerda voltou a incomodar em 2015. Primeiro, o atacante sofreu uma lesão na parte anterior da perna, ficando 30 dias fora. Ele retornou, entrou no segundo tempo das partidas contra Vasco e Bangu, pelo Campeonato Carioca, e sofreu uma lesão na parte posterior da mesma coxa, ficando mais 27 dias sem jogar. A cicatriz dessa lesão, aliás, foi a que gerou a recente fibrose sentida por ele.

O São Paulo pagou a multa rescisória de Everton, de aproximadamente R$ 15 milhões, para tirá-lo do Flamengo em abril deste ano. Ele foi um dos melhores jogadores do primeiro turno do Brasileirão.

EVERTON NO FLAMENGO


2014 (49 jogos e 10 gols)


- 20/4 - lesão na coxa direita

Ficou fora de três partidas e voltou a jogar em 18/5

- 25/5 - lesão na coxa direita
Ficou fora de duas partidas e voltou a jogar em 16/7, após a Copa

- 29/10 - lesão na coxa esquerda
Ficou fora de uma partida e voltou a jogar em 5/11

2015 (47 jogos e 6 gols)


- 22/2 - lesão na parte anterior da coxa esquerda

Ficou fora de sete partidas e voltou a jogar em 22/3
- 25/3 - lesão na parte posterior da coxa esquerda
Ficou fora de três partidas e voltou a jogar em 12/4


2016 (41 jogos e 5 gols)

- 16/10 - lesão no adutor direito



Ficou fora de três partidas e voltou a jogar em 16/11


2017 (56 jogos e 10 gols)

- 26/3 - pancada na coxa

Ficou fora de quatro partidas e voltou a jogar em 23/4
- 23/4 - pancada no tornozelo
Ficou fora de uma partida e voltou a jogar em 30/4
- 20/5 - pancada no tornozelo
Ficou fora de duas partidas e voltou a jogar em 4/6
- 16/8 - dores musculares
Ficou fora de uma partida e voltou a jogar em 23/8

- 13/9 - lesão na panturrilha esquerda
Ficou fora de três partidas e voltou a jogar em 27/9

- 16/11- lesão na coxa esquerda
Ficou fora de cinco partidas e voltou a jogar em 6/12
































Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também