Everton demite Lampard em meio a crise, diz imprensa britânica

Frank Lampard durante partida do Everton contra o Fleetwood Town pela Copa da Liga Inglesa

(Reuters) - O Everton demitiu o treinador Frank Lampard, informou a imprensa britânica nesta segunda-feira, em meio a uma fase ruim que colocou o clube na batalha contra o rebaixamento na Premier League.

O último jogo de Lampard no comando da equipe foi a derrota de sábado por 2 x 0 para o West Ham, em confronto direto pela permanência na primeira divisão, deixando o clube em penúltimo lugar com 15 pontos após 20 jogos, a dois pontos do Wolverhampton, primeiro time fora da zona de rebaixamento.

O clube de Liverpool vinha em péssima fase com Lampard, tendo vencido um jogo da liga pela última vez em outubro, quando derrotou o Crystal Palace por 3 x 0 em casa.

Lampard foi contratado pelo Everton em janeiro de 2022, depois de comandar o Chelsea entre 2019 e 2021 e o Derby County na segunda divisão na temporada 2018-19.

O ex-jogador de 44 anos foi demitido pelo Chelsea em janeiro de 2021, após retornar ao clube do oeste de Londres, onde detém o recorde de gols marcados.

Ele assumiu o Everton depois da passagem de Rafa Benítez, mantendo uma troca constante de treinadores para um clube que busca reviver glórias do passado.

A tarefa imediata de Lampard era salvar o Everton do rebaixamento na temporada passada, uma tarefa que ele só conseguiu cumprir no penúltimo jogo do campeonato, quando o clube venceu o Crystal Palace por 2 x 0.

Desde que derrotou o Southampton em 1º de outubro, o último jogo de uma série de seis jogos sem perder na liga, o Everton mergulhou em uma crise, com a equipe de Lampard sem opções no ataque após a venda do atacante brasileiro Richarlison ao Tottenham no início da temporada.

(Reportagem de Martyn Herman e Manasi Pathak)