Evandro e Bruno Schmidt levam ouro na etapa de Ribeirão Preto


A final da Etapa de Ribeirão Preto do Circuito Brasileiro de vôlei de praia terminou neste domingo, com comemoração da dupla Evandro e Bruno Schmidt. O título foi conquistado após o time comandado pelo técnico Ednilson Costa vencer a dupla Alison e Álvaro Filho, por 2 sets a 0, com parciais 21/12 e 23/21. Este foi o terceiro troféu de Evandro e Bruno, que estão classificados para os Jogos de Tóquio. Arthur e Adrielson fecharam o pódio com o bronze.

Na etapa feminina, a dupla Talita e Taiana também foi campeã. O ouro veio após vitória por 2 sets a 0, com parciais 21/12 e 21/18, sobre as medalhistas pan-americanas de 2019, Carol Horta e Ângela. O bronze da etapa, que foi a última do calendário nacional deste ano, ficou com Tainá e Victoria.

As disputas do Circuito Brasileiro retornam em João Pessoa (PB), entre os dias 22 e 26 de janeiro, na Praia de Cabo Branco. Esta será a quarta etapa das sete que compõem a temporada 2019/2020.

EVANDRO COMEMORA CONQUISTA DOBRADA






Evandro
Evandro
Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Evandro vibra com ponto durante final em Ribeirão Preto (Foto: Célio Messias/Inovafoto/CBV)

As equipes masculinas das disputas deste domingo haviam se enfrentado somente uma vez na história, e Alisson e Álvaro ficaram com a vitória. Com gosto de revanche, a conquista da etapa de Ribeirão Preto foi ainda mais especial para Evandro, que é torcedor fanático do Flamengo e comemorou não só a sua medalha de ouro, como o título da Libertadores.

- Um torneio melhor seria impossível, o que vivi aqui neste fim de semana foi fantástico. Estou muito feliz com o trabalho que fizemos neste ano, foram muitos sacrifícios. O Bruno ficou praticamente sem ter férias, se lesionou. Tivemos percalços, mas conseguimos o primeiro objetivo, que era a classificação olímpica. Viemos para Ribeirão muito desgastados, mas demos o nosso máximo e encerramos a temporada muito bem. E ainda tive a vitória do meu time de coração, me deixou muito feliz, minha mãe feliz. Eu vou voltar para o Rio de Janeiro para curtir esse momento e depois quero aproveitar as férias - declarou o jogador.

A campanha de Evandro e Bruno Schmidt em Ribeirão Preto foi impecável, contando com seis vitórias em seis jogos disputados. Após a partida, Bruno fez uma retrospectiva do ano e lembrou a lesão que sofreu durante a corrida olímpica.

- A torcida ama nosso show em quadra, mas tem muitas coisas por trás. Foi um ano duro, de aprender, trabalhar. Tirei o Evandro da posição em que ele estava acostumado a jogar, ele está sendo muito exigido. Eu ainda estou me recuperando de uma lesão no joelho, ainda não estou na minha forma ideal e o Evandro está sendo muito paciente com isso - disse Bruno.

A lesão de Bruno no meio da temporada se tornou um obstáculo, mas o time conseguiu se superar e alcançou os objetivos traçados. O jogador aproveitou a comemoração para agradecer o apoio da comissão técnica neste período difícil.

- Achei legal o modo que nós lidamos com isso, nossa comissão técnica me deu tempo para recuperar mais e jogar em alto nível, respeitaram meu corpo e pudemos estar aqui nesta final. A decisão seria um jogão, nós temos o circuito nacional mais forte do mundo. Alison é um atleta incrível, dispensa comentários, o Álvaro tem muita habilidade e energia e para vencê-los é necessário dar nosso máximo, fomos felizes - completou.

TÍTULO FEMININO MARCA UM ANO DA RETOMADA DE TALITA E TAIANA












Talita
Talita

Talita comemora vitória na etapa de Ribeirão Preto (SP) do Circuito (Foto: Célio Messias/Inovafoto/CBV)

O título da etapa de Ribeirão Preto também foi recebido em ritmo de festa por Talita e Taiana, que completaram um ano da retomada da parceria neste domingo. Elas já haviam jogado juntas entre 2013 e 2014, e se reencontraram no final de 2018, após o nascimento de Renato, primeiro filho de Talita. Ao final da partida, a mamãe de primeira viagem elogiou as adversárias e se emocionou pela conquista.

- Estou mais feliz hoje, do que quando ganhei minha primeira etapa na carreira. Fico feliz pelo ano que tive com a Taiana, estávamos batendo na trave no Circuito Brasileiro e merecíamos. Estar com meu filho no lugar mais alto do pódio será uma emoção única. Carol e Ângela talvez sejam a dupla que mais enfrentamos no tour, sabíamos que elas não desistem nunca, precisamos de muita paciência. Conseguimos manter o nosso foco, principalmente no sistema defensivo. Taiana foi gigante no jogo de hoje, defendeu tudo - disse Talita.

Assim como Evandro e Bruno, Talita e Taiana tiveram seis vitórias em seis jogos, perdendo apenas um set. Este é o quarto ouro da dupla em etapas nacionais. O resultado foi muito comemorado por Taiana, que sofreu lesão muscular no ombro uma semana atrás, durante etapa do Circuito Mundial. Ela realizou um tratamento intensivo para voltar a competir em Ribeirão Preto.

- Tive uma lesão no último evento que estivemos, em Chetumal (México). Mas nos concentramos muito nessa última etapa, coroou bem este ano de aprendizados. Quando retomamos o time, Talita estava se readaptando a jogar depois da gravidez, tivemos paciência. A partir do meio do ano, conseguimos ter um time mais competitivo. Chegamos em algumas decisões e queríamos muito este ouro. Vamos aproveitar o momento. No primeiro set da final, nosso ataque funcionou bem, no segundo set elas vieram melhores, nos concentramos e conseguimos corrigir alguns detalhes e virar o placar - declarou a jogadora.

O Circuito Brasileiro Open de vôlei de praia é composto por sete etapas, em sete estados diferentes. A estreia do tour aconteceu em Vila Velha (ES), em setembro, com ouro para Ágatha/Duda e André Stein/George. Em Cuiabá, no mês passado , os títulos ficaram com Ana Patrícia/Rebecca e Alison/Álvaro Filho.








Leia também