Campeã paralímpica morre aos 40 anos por eutanásia

Yahoo Esportes
Marieke Vervoort durante a Rio 2016. (Foto: YASUYOSHI CHIBA/AFP/Getty Images)
Marieke Vervoort durante a Rio 2016. (Foto: YASUYOSHI CHIBA/AFP/Getty Images)

Campeã paralímpica em Londres 2012 e medalha de prata e bronze na Rio 2016, Marieke Vervoort morreu nesta terça-feira, aos 40 anos, por eutanásia. A atleta sofria de uma doença degenerativa que causava dores, paralisia e convulsões.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O documento que permitia a realização da eutanásia foi assinado ainda em 2008, mas Vervoort lutou nos últimos anos contra a doença. Há quatro dias, ela publicou sua última mensagem no Instagram: “Não podemos esquecer as boas memórias”.

Leia também:

“Eu ainda quero fazer algumas loucuras e aproveitar para curtir a minha família e os meus amigos, algo que não pude fazer enquanto estava treinando (...) Sou a favor da eutanásia. Eu assinei os papéis em 2008 porque tenho muita dor e não quero viver com dor. Quero viver, mas bem”, explicou a atleta durante a Olimpíada do Rio de Janeiro.

A eutanásia é legalizada na Bélgica desde 2002. Atualmente, o país é o único no mundo onde não há limite de idade para se tomar a decisão.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter |Flipboard |Facebook |Spotify |iTunes |Playerhunter

Leia também