EUA, México e Canadá propõe sede conjunta para Copa do Mundo-2026

O presidente da Federação Norte-americana, Sunil Gualati, em Nova York, em 10 de abril de 2017

Estados Unidos, México e Canadá anunciaram nesta segunda-feira uma proposta comum para organizar a Copa do Mundo de 2026, o que faria destes países os três primeiros a sediar um Mundial de maneira conjunta.

A proposta foi anunciada em coletiva de imprensa em Nova York e contou com a presença do presidente da Concacaf, Victor Montagliani, também mandatário da Federação do Canadá, junto com os presidentes das Federações Norte-americana, Sunil Gulati, e Mexicana, Decio de Maria.

Ao anunciar a proposta, Gulati explicou que 75% dos jogos seriam disputadas nos Estados Unidos, enquanto Canadá e México receberiam o restante dos jogos (10 partidas).

A Copa do Mundo de 2026 será a primeira disputada com 48 seleções.

Só existe um antecedente de uma Copa do Mundo com sede conjunta, mas entre apenas dois países: Japão e Coreia do Sul, em 2002.

O México já sediou as Copas de 1970 e 1986, enquanto os Estados Unidos organizaram o Mundial de 1994.

Gulati minimizou a possibilidade de que a política do presidente norte-americano, Donald Trump, pudesse criar empecilhos para a proposta de uma candidatura conjunta.

"Temos todo o apoio do governo dos Estados Unidos em relação a esse projeto", afirmou Gulati.

"O presidente dos Estados Unidos apoia plenamente o projeto. Não nos preocupam algumas das preocupações que certas pessoas possam colocar", completou.

Trump foi eleito no ano passado, depois de uma campanha marcada por críticas à imigração mexicana nos Estados Unidos e pela promessa da construção de um muro na fronteira entre os dois países vizinhos.