"Eu não sou assim", diz Zverev após acusação de violência doméstica

·1 minuto de leitura
O alemão Alexander Zverev na final do Masters 1000 em Paris-Bercy, contra o russo Daniil Medvedev, no dia 8 de novembro de 2020
O alemão Alexander Zverev na final do Masters 1000 em Paris-Bercy, contra o russo Daniil Medvedev, no dia 8 de novembro de 2020

O tenista alemão Alexander Zverev, acusado de violência conjugal por uma ex-namorada, voltou a negar os fatos, nesta sexta-feira, em entrevista coletiva antes do início do ATP Finals de Londres, garantindo não ser o homem que a mulher descreve.

"Tínhamos altos e baixos, mas a maneira como ela descreve nosso relacionamento não era assim. Eu não sou assim, não foi assim que meus pais me criaram", declarou o número 7 do mundo.

"Fico triste ao ver o impacto que falsas acusações podem ter no esporte, no mundo exterior e em mim mesmo. Peço sinceramente desculpas que a atenção tenha sido desviada do esporte. Todos nós amamos o tênis. É por isso que estamos aqui", acrescentou o alemão de 23 anos, dois dias antes do início do Masters (15-22 de novembro).

No final de outubro, uma de suas ex-namoradas, Olga Sharypova, o havia acusado de fazê-la passar por vários episódios de violência física e psicológica durante o relacionamento deles, iniciado em setembro de 2018.

Já questionado várias vezes sobre este assunto na semana passada no Masters 1000 em Paris-Bercy, Zverev se referiu a um comunicado publicado nas redes sociais, em que classificou as acusações como "infundadas" e negou os fatos.

Alexander Zverev jogará em seu grupo no ATP Finals contra o sérvio Novak Djokovic, o russo Daniil Medvedev e o argentino Diego Schwartzman.

jw/gj/cp/fbx/dr/aam