'Eu errei e assumi': ginasta Arthur Nory lamenta caso de racismo voltar à tona antes dos Jogos Olímpicos

·2 minuto de leitura


Arthur Nory figurou entre os assuntos mais comentados das redes sociais após o resgate de um episódio de racismo cometido pelo atleta em 2015. O ginasta, que representa o Brasil em Tóquio, afirmou já ter se desculpado e assumido seu erro ao comparar a cor de pele do seu ex-companheiro de equipe Ângelo Assumpção com um saco de lixo.

> Confira a tabela atualizada do futebol feminino na Olimpíada de Tóquio!

- Eu errei e eu assumi. Paguei por ele e, até hoje, pago por isso! Nunca escondi meu erro e sempre busquei conhecimento para me tornar uma pessoa melhor. Eu não sou o mesmo de 5 anos atrás. Veja meu canal do YouTube, veja minhas postagens no Instagram - desabafou o ginasta em sua conta do Twitter.

Internautas reclamaram da presença de Arthur Nory entre a Seleção Brasileira de ginástica e afirmaram que iriam torcer contra o atleta, mesmo com ele representando o Brasil na Olimpíada.

+ Conheça o novo app do LANCE! e fique por dentro dos resultados e notícias!

- Primeira vez que eu estou torcendo para alguém da Seleção perder - disse uma internauta.

- Olimpíada começando e quero relembrar que o Arthur Nory que cometeu injúria racial contra o Ângelo Assumpção tá lá competindo pelo Brasil enquanto o Ângelo foi demitido e está sem clube pra treinar - afirmou outra.

- Já estou prontíssimo para acompanhar o Brasil na Olimpíada, na ginástica (rítmica e artística, mas sem torcer pro Arthur Nory), vôlei e handebol - disse outro.

Veja abaixo o tuíte original de Arthur Nory.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos