Eto'o pede desculpas após agredir torcedor na saída da partida da Seleção Brasileira

Eto'o pede desculpas após confusão na saída do Estádio 974 na Copa do Qatar(Foto: Reprodução/Instagram)


Samuel Eto'o pediu desculpas nesta terça-feira após o incidente envolvendo a agressão de um torcedor na saída do Estádio 974. O ex-jogador esteve presente no palco da Copa do Mundo de 2022 para assistir a vitória da Seleção Brasileira contra a Coreia do Sul por 4 a 1, pelas oitavas de final do torneio mundial.

+ Espanha cai nas oitavas e autoestima de Luis Enrique vira piada na internet; veja as reações

A declaração do camaronês surgiu através de uma carta oficial emitida nas redes sociais. O episódio de violência surgiu após uma grande discussão com o youtuber argelino Sadouni SM. Segundo o depoimento do ex-atleta, o homem em questão o acusou de fraudar a classificação da seleção camaronesa para a Copa do Mundo.

A partida que o argelino se refere no enfrentamento ao astro camaronês foi a decisão entre Camarões e Argélia, nas eliminatórias africanas. O confronto foi cercado por polêmica e a seleção camaronesa garantiu a vaga na Copa do Qatar, no último minuto da prorrogação. A Federação Argelina chegou a entrar na Fifa com recurso alegando erros graves na arbitragem .

+ Artilheiros da Copa do Mundo 2022: veja lista de jogadores atualizada

Confira a carta de Eto'o na íntegra:

"No último dia 5 de dezembro, depois do jogo entre Brasil e Coreia do Sul, tive uma violenta alteração com uma pessoa que provavelmente era um torcedor argelino. Eu gostaria de me desculpar por perder a cabeça, reagindo de uma forma que não condiz com minha personalidade. Desculpo-me com o público por esse infeliz incidente.

Eu me comprometo a continuar resistindo às implacáveis provocações e aos diários assédios de alguns torcedores argelinos. De fato, desde o jogo entre Camarões e Argélia, no dia 29 de março, em Blida, venho sendo alvo de insultos e alegações de fraude sem nenhuma evidência. Durante a Copa do Mundo, torcedores camaroneses têm sido assediados e provocados por argelinos no mesmo assunto. Eu gostaria de mencionar que o cenário da derrota da Argélia foi cruel, mas perfeitamente dentro das regras e da ética do nosso esporte. Todas as apelações feitas pela Federação Argelina de Futebol, nas instâncias competentes, foram rejeitadas. Eu, portanto, peço às autoridades da Argélia e à Federação que assumam suas responsabilidades para encerrar este clima não-saudável antes que uma tragédia mais séria aconteça. Aos torcedores da Argélia, desejo que encontrem paz e consigam superar a frustração de uma derrota dolorosa, que nós já deixamos para trás."