Estressado, Messi “peita” brasileiro do Sevilla em empate do Barcelona

Goal.com

O Barcelona deixou o estádio Ramón Sanchez-Pizjuán de cabeça baixa e com muitas preocupações após o empate sem gols com o Sevilla, nesta sexta-feira (19). Afinal de contas, com o resultado a equipe catalã não depende mais de si para conquistar o título do campeonato espanhol (La Liga).

Quer ver o melhor do futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Se o Real Madrid bater a Real Sociedad neste domingo (21), assume a liderança com os mesmos 65 dos arquirrivais – mas com os critérios de desempate do seu lado, uma vez que levaram a melhor no confronto direto.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Após o duelo, o zagueiro Gerard Piqué deixou evidente a tristeza pelo resultado: “Vai ser muito difícil de ganhar esta liga porque não dependemos de nós. Acho difícil que o Real Madrid venha a perder pontos”, disse ainda dentro de campo.

O resultado ficou no zero por causa de mais uma excelente exibição do goleiro alemão Marc-André Ter Stegen, que salvou o Barça com três defesas importantes contra o time da casa. A chance mais clara que o time treinado por Quique Setién teve veio dos pés de Lionel Messi, que no primeiro tempo só não fez um belo gol de falta graças à movimentação especial que o Sevilla demonstrou – com um defensor tirando, quase em cima da linha, a bola que se encaminhava para ângulo.

Messi também protagonizou outra cena emblemática: após sofrer uma entrada dura do zagueiro Diego Carlos, brasileiro que é titular na equipe da Andaluzia, o argentino partiu para cima do adversário e lhe deu uma peitada. A agressão não teve força suficiente para derrubar o defensor, que mesmo assim tentou ludibriar a arbitragem ao se atirar no gramado com certo atraso no tempo de reação.

A situação motivou um empurra-empurra e rendeu cartões amarelos para os meio-campistas Fernando, do Sevilla, e Sergio Busquets, do Barcelona. Nada para Messi ou Diego Carlos.

Leia também